Skip to content
master
Switch branches/tags
Go to file
Code

Latest commit

 

Git stats

Files

Permalink
Failed to load latest commit information.
Type
Name
Latest commit message
Commit time
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

README.md

GodotWare - Readmegit

Índice:

  1. Inicializando o repositório
  2. Começando a trabalhar
  3. Branches
  4. Dicas
  5. Links para referência


Inicializando o repositório:

Há duas maneiras de configurar uma pasta como um repositório git:

1. $ git init

  1. Criar uma pasta vazia/aproveitar uma pasta já existente
  2. Entrar nela e inicializar o git : $ git init
  3. Realizar o pull request: $ git pull https://github.com/user/repo
  4. Configurar o endereço remoto do repositório:
    • Com https: $ git remote add origin https://github.com/user/repo.git
    • Com ssh: $ git remote add origin ssh:git@github.com/user/repo.git

    Se enfrentar problemas para lidar com o endereço remoto, veja Começando a trabalhar

  5. Criar um branch para sua implementação: $ git checkout -b nome
  6. Dar push no branch: $ git push origin nome
  7. Codar hardmente

2. $ git clone

  1. Clonar:
    • Com https: $ git clone https://github.com/user/repo
    • Com ssh: $ git clone ssh:git@github.com/user/repo.git
  2. Ir até a pasta e criar um branch para sua implementação: $ git checkout -b nome
  3. Dar push no branch: $ git push origin nome
  4. Codar hardmente

Começando a trabalhar

Coisas básicas

  • Verificar arquivos modificados, adicionados e/ou removidos: $ git status

  • Adicionar arquivos para serem rastreados pelo repositório: $ git add <arquivos>

  • Registrar suas mudanças: $ git commit [-a] [-m "Sua mensagem aqui"]

    As flags são opcionais. -a adiciona automaticamente os arquivos que foram modificados para esse commit; -m já realiza o commit com a mensagem entre aspas, pulando a etapa de abertura do editor de texto para a escrita do comentário.

  • Fazer upload para o repositório remoto: $ git push origin <branch>

  • Verificar os commits feitos e os seus autores: $ git log [--oneline] [--graph]

    As flags são opcionais. --oneline deixa de lado algumas informações e mostra apenas a hash e o comentário do commit; --graph mostra os commits em estilo de grafo, com cada branch de uma cor;


Lidando com git remote

  • Para verificar qual o endereço do repositório: $ git remote -v
  • Para adicionar o endereço do repositório:
    • Com https: $ git remote add origin https://github.com/user/repo.git
    • Com ssh: $ git remote add origin ssh:git@github.com/user/repo.git
  • Para remover o endereço do repositório: $ git remote remove origin

Usando Tags

Tags servem para manter um certo controle da versão "oficial" do programa, servindo de atalho para certos commits. Elas podem ser lightweight e annotated. As lightweight só contém informações do autor da tag, da data e do hash do commit. Já as annotated (adicionando a flag -a) guardam informações extras como o que mudou no commit, o autor original do repositório e podem ser verificadas pelo Gnu Privacy Guard.

  • Atualize a tag: $ git tag [-a] vx.y.z [-m "Mudança"]

    Sugestão: sendo x = 0 ou 1 (projeto completo ou não), y += 1 a cada função adicionada e z += 1 quando bugs são corrigidos

  • Dê o upload das tags: $ git push --tags


Branches

Lidando com branches

  • Ver os branches existentes e em qual está: $ git branch
  • Criar novo branch: $ git branch <nome>
  • Mudar de branch: $ git checkout <nome>
  • Criar (caso não exista) e mudar de branch: $ git checkout -b <nome>

Deletando branches

  • Localmente: $ git branch -d <nome>
  • Remotamente: $ git push origin --delete <nome>

Fundindo dois branches

  1. Vá para o branch que continuará ativo
  2. $ git merge [--no-ff] <branch no qual mudanças foram feitas>

    Por que --no-ff? git merge ou git merge --no-ff

  3. Resolva os conflitos
  4. Adicione, commite e dê push nas mudanças

Dicas

  • Configurar seu editor de texto padrão: $ git config --global core.editor "seu_editor"
  • Para não precisar dar login toda hora: $ git config credential.helper 'cache --timeout=<nºsegundos>'
  • Oh My Zsh é um ótimo plugin para seu terminal zsh (Ele pode ser bash, zsh, ksh...) com funcionalidades que auxiliam ao lidar com repositórios git
  • É produtivo automatizar certas tarefas com um makefile
  • Se utiliza verificação em duas etapas, use uma chave ssh para se conectar pelo terminal.

Links para referência

Links específicos, mas possivelmente úteis


Tarefas:

  • Ler esse readme.
  • Incluir instruções sobre rollback


Autor: @mrtheduts
Esse readme é de uso livre.
Sugestões são bem-vindas.

godotware

Icon Credits

Arrow Keys icon made by Darius Dan from www.flaticon.com. Mouse icon made by Freepik from www.flaticon.com.

About

A game project made by Unicamp freshman.

Resources

Releases

No releases published

Packages

No packages published