A game project made by Unicamp freshman.
Clone or download
Fetching latest commit…
Cannot retrieve the latest commit at this time.
Permalink
Type Name Latest commit message Commit time
Failed to load latest commit information.
addons/add_minigame_button
arts
fonts/PaperCuts
minigames
scenes
scripts
.gitignore
README.md
engine.cfg
export.cfg
icon.png
icon.png.flags
iconware.png

README.md

GodotWare - Readmegit

Índice:

  1. Inicializando o repositório
  2. Começando a trabalhar
  3. Branches
  4. Dicas
  5. Links para referência


Inicializando o repositório:

Há duas maneiras de configurar uma pasta como um repositório git:

1. $ git init

  1. Criar uma pasta vazia/aproveitar uma pasta já existente
  2. Entrar nela e inicializar o git : $ git init
  3. Realizar o pull request: $ git pull https://github.com/user/repo
  4. Configurar o endereço remoto do repositório:
    • Com https: $ git remote add origin https://github.com/user/repo.git
    • Com ssh: $ git remote add origin ssh:git@github.com/user/repo.git

    Se enfrentar problemas para lidar com o endereço remoto, veja Começando a trabalhar

  5. Criar um branch para sua implementação: $ git checkout -b nome
  6. Dar push no branch: $ git push origin nome
  7. Codar hardmente

2. $ git clone

  1. Clonar:
    • Com https: $ git clone https://github.com/user/repo
    • Com ssh: $ git clone ssh:git@github.com/user/repo.git
  2. Ir até a pasta e criar um branch para sua implementação: $ git checkout -b nome
  3. Dar push no branch: $ git push origin nome
  4. Codar hardmente

Começando a trabalhar

Coisas básicas

  • Verificar arquivos modificados, adicionados e/ou removidos: $ git status

  • Adicionar arquivos para serem rastreados pelo repositório: $ git add <arquivos>

  • Registrar suas mudanças: $ git commit [-a] [-m "Sua mensagem aqui"]

    As flags são opcionais. -a adiciona automaticamente os arquivos que foram modificados para esse commit; -m já realiza o commit com a mensagem entre aspas, pulando a etapa de abertura do editor de texto para a escrita do comentário.

  • Fazer upload para o repositório remoto: $ git push origin <branch>

  • Verificar os commits feitos e os seus autores: $ git log [--oneline] [--graph]

    As flags são opcionais. --oneline deixa de lado algumas informações e mostra apenas a hash e o comentário do commit; --graph mostra os commits em estilo de grafo, com cada branch de uma cor;


Lidando com git remote

  • Para verificar qual o endereço do repositório: $ git remote -v
  • Para adicionar o endereço do repositório:
    • Com https: $ git remote add origin https://github.com/user/repo.git
    • Com ssh: $ git remote add origin ssh:git@github.com/user/repo.git
  • Para remover o endereço do repositório: $ git remote remove origin

Usando Tags

Tags servem para manter um certo controle da versão "oficial" do programa, servindo de atalho para certos commits. Elas podem ser lightweight e annotated. As lightweight só contém informações do autor da tag, da data e do hash do commit. Já as annotated (adicionando a flag -a) guardam informações extras como o que mudou no commit, o autor original do repositório e podem ser verificadas pelo Gnu Privacy Guard.

  • Atualize a tag: $ git tag [-a] vx.y.z [-m "Mudança"]

    Sugestão: sendo x = 0 ou 1 (projeto completo ou não), y += 1 a cada função adicionada e z += 1 quando bugs são corrigidos

  • Dê o upload das tags: $ git push --tags


Branches

Lidando com branches

  • Ver os branches existentes e em qual está: $ git branch
  • Criar novo branch: $ git branch <nome>
  • Mudar de branch: $ git checkout <nome>
  • Criar (caso não exista) e mudar de branch: $ git checkout -b <nome>

Deletando branches

  • Localmente: $ git branch -d <nome>
  • Remotamente: $ git push origin --delete <nome>

Fundindo dois branches

  1. Vá para o branch que continuará ativo
  2. $ git merge [--no-ff] <branch no qual mudanças foram feitas>

    Por que --no-ff? git merge ou git merge --no-ff

  3. Resolva os conflitos
  4. Adicione, commite e dê push nas mudanças

Dicas

  • Configurar seu editor de texto padrão: $ git config --global core.editor "seu_editor"
  • Para não precisar dar login toda hora: $ git config credential.helper 'cache --timeout=<nºsegundos>'
  • Oh My Zsh é um ótimo plugin para seu terminal zsh (Ele pode ser bash, zsh, ksh...) com funcionalidades que auxiliam ao lidar com repositórios git
  • É produtivo automatizar certas tarefas com um makefile
  • Se utiliza verificação em duas etapas, use uma chave ssh para se conectar pelo terminal.

Links para referência

Links específicos, mas possivelmente úteis


Tarefas:

  • Ler esse readme.
  • Incluir instruções sobre rollback


Autor: @mrtheduts
Esse readme é de uso livre.
Sugestões são bem-vindas.

godotware

Icon Credits

Arrow Keys icon made by Darius Dan from www.flaticon.com. Mouse icon made by Freepik from www.flaticon.com.