Demonstração da minha palestra no FISL 10 de 2009
Ruby JavaScript
Fetching latest commit…
Cannot retrieve the latest commit at this time.
Failed to load latest commit information.
app
config
db
doc
features
lib/tasks
log
public
script
spec
tmp
vendor
.gitignore
Capfile
README
Rakefile

README

== Aplicativo de Demonstração (versão FISL 10)

O objetivo deste aplicativo é apenas demonstrar algumas características
do Ruby on Rails além do Básico. O escopo percorre os seguintes assuntos:

# Blog em 15 minutos com Cucumber e Rspec
# Divisão em namespace de Administração
# Callbacks de Active Record com RedCloth
# Paginação simples com will_paginate
# Upload de imagens com Paperclip
# Sistema de autenticação com Authlogic
# Page Caching e Sweepers
# Deploy com Capistrano
# Início de Ajax não-obstrusivo com jQuery
# Dicas de pós-deploy com Apache e Passenger

Cada uma dessas etapas está disponível em branches, respectivamente:

# parte_0_blog
# parte_1_admin
# parte_2_redcloth
# parte_3_paginacao
# parte_4_upload
# parte_5_login
# parte_6_cache
# parte_7_deploy
# parte_8_ajax
# parte_9_ajustes
# parte_10_final

== Acessando cada Capítulo

Você provavelmente baixou do Github desta forma:

  $ git clone git://github.com/akitaonrails/fisl_10_demo.git

E com isso está agora no branch (master). Para mudar para qualquer um dos
branches listados acima, faça assim:

  $ git checkout -b parte_0_blog remotes/origin/parte_0_blog

Não esqueça de colocar "remotes/origin" antes do nome do branch. Além disso
toda vez que trocar de branch, não se esqueça de fazer o seguinte também:

  $ git reset --hard
  $ git clean -d -f
  $ rake db:reset

Isso vai limpar arquivos untracked que sobram quando você fica mudando
entre diferentes branches. A última linha reinicia o banco de dados, que
está configurado para SQLite3. Se não quiser ficar zerando o banco toda
hora, apenas a partir do branch (master) faça "rake db:migrate", os branches
anteriores devem ser compatíveis com a última versão do banco.

== Testes

A cobertura de testes está baixa, mas tem um mínimo de Cucumber e RSpec.
Tecnicamente em todos os branches nomeados acima os testes devem estar
passando sem problemas. Você pode executá-los assim:

  $ cucumber features -l pt
  $ rake spec

== Autoria

Fabio Akita
www.akitaonrails.com
www.slideshare.net/akitaonrails
www.vimeo.com/akitaonrails