Permalink
Browse files

Updates to move from HTML into XHTML.

  • Loading branch information...
1 parent 453b531 commit 14a0fb407feb52b54eeb02aea6431c819106a1ba villate committed May 4, 2005
Showing with 2,450 additions and 1,392 deletions.
  1. +86 −85 lang/pt/docs/background.html
  2. +1,533 −509 lang/pt/docs/faq.html
  3. +523 −496 lang/pt/docs/install.html
  4. +163 −160 lang/pt/docs/installamp.html
  5. +50 −49 lang/pt/docs/intro.html
  6. +41 −40 lang/pt/docs/licence.html
  7. +54 −53 lang/pt/docs/philosophy.html
View
171 lang/pt/docs/background.html
@@ -1,85 +1,86 @@
-<!DOCTYPE html PUBLIC "-//W3C//DTD HTML 4.01 Transitional//EN">
-<html>
-<head>
- <title>Documentação do Moodle: Contexto</title>
- <link rel="stylesheet" href="./docstyles.css" type="TEXT/CSS">
- <meta http-equiv="Content-Type" content="text/html; charset=iso-8859-1">
-</head>
-<body bgcolor="#ffffff">
-
-<h1>Contexto</h1>
-
-<blockquote>
- <p>O Moodle é um trabalho em curso e em activa evolução. O seu desenvolvimento foi iniciado por <a href="http://moodle.org/user/view.php?id=1&course=1" target="_top">Martin Dougiamas</a>, que continua a liderar o projecto:
-</p>
- <blockquote>
- <p><em>Tenho estado a trabalhar nele, de uma forma ou de outra, há vários
- anos. Começou nos anos 90 quando eu era webmaster na <a target=_top href="http://www.curtin.edu.au/">Curtin
- University of Technology</a> e administrador do sistema WebCT lá usado.
- Deparei-me com muitas frustrações com o monstro WebCT e criei uma comichão
- que tinha de ser coçada - tinha de haver uma alternativa melhor (não, não
- era o Blackboard :-))</em></p>
- <p><em>Também conheço muitas pessoas em escolas e instituições menores (e
- algumas grandes!) que querem fazer melhor uso da Internet mas não sabem por
- onde começar no labirinto de tecnologias e pedagogias que existem por aí.
- Tive sempre esperança que existisse uma alternativa Livre que essas tais
- pessoas pudessem usar para ajudá-las a transportar os seus dotes no ensino
- para o ambiente on-line.</em></p>
- <p><em>As minhas fortes convicções nas inexploradas possibilidades da
- educação baseada na Internet levaram-me a que completasse um Mestrado e
- depois um Doutoramento em Educação, combinando a minha anterior carreira
- em Ciências dos Computadores com novos conhecimentos sobre a natureza da
- aprendizagem e colaboração. Em particular, tenho sido influenciado pela
- epistemologia do construccionismo social – que não só trata a aprendizagem
- como uma actividade social, mas atenta também na aprendizagem que ocorre
- aquando da construção activa de artefactos (como textos) para outros verem
- ou usarem.
- </em></p>
- <p><em>É para mim crucial que este software seja fácil de usar – de facto,
- deve ser o mais intuitivo possível.</em></p>
- <p><em>Estou empenhado em continuar o meu trabalho com o Moodle e a
- mantê-lo Aberto e Livre. Estou profundamente convicto da importância da
- educação sem restrições e do ensino com melhores ferramentas, e o Moodle é
- o principal meio pelo qual posso contribuir para a concretização destes
- ideais.</em></p>
- </blockquote>
- <p>Vários protótipos foram produzidos e descartados antes que
- disponibilizasse a versão 1.0, perante um universo maioritariamente ainda
- desprevenido, a 20 de Agosto de 2002. Esta versão tinha em mente disciplinas
- mais pequenas a nível universitário e foi alvo de estudos que analisaram de
- perto a natureza de colaboração e reflecção que ocorria no seio destes
- pequenos grupos de participantes adultos.
- </p>
- <p>Desde então, tem havido uma série regular de novas versões com mais
- características, melhor escalabilidade e desempenho melhorado.
- </p>
- <p>À medida que o Moodle se tem difundindo e a comunidade tem crescido, mais
- contribuições têm chegado de uma maior variedade de pessoas em diversos
- áreas do ensino. Por exemplo, o Moodle é agora usado não só em universidades,
- mas também em escolas secundárias, escolas primárias, organizações sem fins
- lucrativos, empresas privadas, por professores independentes e até mesmo pais
- de família a ensinarem os seus filhos em casa. Um número crescente de pessoas
- por todo o mundo estão a contribuir para o Moodle de várias formas – para
- mais detalhes veja a página de <a href="?file=credits.html">Créditos</a>.
- </p>
- <p>Uma característica importante do projecto Moodle é o sítio web
- <a href="http://moodle.org" target="_top">moodle.org</a>, ponto central para
- informação, discussão e colaboração entre utilizadores do Moodle, que incluem
- administradores de sistema, professores, investigadores, tecnólogos
- educativos e, é claro, programadores. Como o Moodle, esse sítio está sempre
- em evolução para servir as necessidades da comunidade e, como o Moodle, será
- sempre Livre.
- </p>
- <p>Em 2003, a empresa <a href="http://moodle.com/" target="_top">moodle.com</a>
- foi criada para fornecer apoio comercial aos que dele precisam, assim como
- webhosting, consultadoria e outros serviços.
- </p>
- <p>Para mais informação sobre os planos futuros para o Moodle, consulte o
- <a href="?file=future.html">plano de acção</a>.
- </p>
-</blockquote>
-<p align="CENTER"><font size="1"><a href="." target="_top">Documentação do Moodle</a></font></p>
-<p align="CENTER"><font size="1">Version: $Id$</font></p>
-
-</body>
-</html>
+<!DOCTYPE html PUBLIC "-//W3C//DTD XHTML 1.0 Transitional//EN"
+ "http://www.w3.org/TR/xhtml1/DTD/xhtml1-transitional.dtd">
+<html xmlns="http://www.w3.org/1999/xhtml">
+<head>
+ <title>Documentação do Moodle: Contexto</title>
+ <link rel="stylesheet" href="./docstyles.css" type="TEXT/CSS" />
+ <meta http-equiv="Content-Type" content="text/html; charset=iso-8859-1" />
+</head>
+<body>
+
+<h1>Contexto</h1>
+
+<blockquote>
+ <p>Moodle é um trabalho em curso e em activa evolução. O seu desenvolvimento foi iniciado por <a href="http://moodle.org/user/view.php?id=1&amp;course=1" target="_top">Martin Dougiamas</a>, que continua a liderar o projecto:
+</p>
+ <blockquote>
+ <p><em>Tenho estado a trabalhar nele, de uma forma ou de outra, há vários
+ anos. Começou nos anos 90 quando eu era webmaster na <a target=_top href="http://www.curtin.edu.au/">Curtin
+ University of Technology</a> e administrador do sistema WebCT lá usado.
+ Deparei-me com muitas frustrações com o monstro WebCT e criei uma comichão
+ que tinha de ser coçada - tinha de haver uma alternativa melhor (não, não
+ era o Blackboard :-))</em></p>
+ <p><em>Também conheço muitas pessoas em escolas e instituições menores (e
+ algumas grandes!) que querem fazer melhor uso da Internet mas não sabem por
+ onde começar no labirinto de tecnologias e pedagogias que existem por aí.
+ Tive sempre esperança que existisse uma alternativa Livre que essas tais
+ pessoas pudessem usar para ajudá-las a transportar os seus dotes no ensino
+ para o ambiente on-line.</em></p>
+ <p><em>As minhas fortes convicções nas inexploradas possibilidades da
+ educação baseada na Internet levaram-me a que completasse um Mestrado e
+ depois um Doutoramento em Educação, combinando a minha anterior carreira
+ em Ciências dos Computadores com novos conhecimentos sobre a natureza da
+ aprendizagem e colaboração. Em particular, tenho sido influenciado pela
+ epistemologia do construccionismo social – que não só trata a aprendizagem
+ como uma actividade social, mas atenta também na aprendizagem que ocorre
+ aquando da construção activa de artefactos (como textos) para outros verem
+ ou usarem.
+ </em></p>
+ <p><em>É para mim crucial que este software seja fácil de usar – de facto,
+ deve ser o mais intuitivo possível.</em></p>
+ <p><em>Estou empenhado em continuar o meu trabalho com o Moodle e a
+ mantê-lo Aberto e Livre. Estou profundamente convicto da importância da
+ educação sem restrições e do ensino com melhores ferramentas, e o Moodle é
+ o principal meio pelo qual posso contribuir para a concretização destes
+ ideais.</em></p>
+ </blockquote>
+ <p>Vários protótipos foram produzidos e descartados antes que
+ disponibilizasse a versão 1.0, perante um universo maioritariamente ainda
+ desprevenido, a 20 de Agosto de 2002. Esta versão tinha em mente disciplinas
+ mais pequenas a nível universitário e foi alvo de estudos que analisaram de
+ perto a natureza de colaboração e reflecção que ocorria no seio destes
+ pequenos grupos de participantes adultos.
+ </p>
+ <p>Desde então, tem havido uma série regular de novas versões com mais
+ características, melhor escalabilidade e desempenho melhorado.
+ </p>
+ <p>À medida que o Moodle se tem difundindo e a comunidade tem crescido, mais
+ contribuições têm chegado de uma maior variedade de pessoas em diversos
+ áreas do ensino. Por exemplo, o Moodle é agora usado não só em universidades,
+ mas também em escolas secundárias, escolas primárias, organizações sem fins
+ lucrativos, empresas privadas, por professores independentes e até mesmo pais
+ de família a ensinarem os seus filhos em casa. Um número crescente de pessoas
+ por todo o mundo estão a contribuir para o Moodle de várias formas – para
+ mais detalhes veja a página de <a href="?file=credits.html">Créditos</a>.
+ </p>
+ <p>Uma característica importante do projecto Moodle é o sítio web
+ <a href="http://moodle.org" target="_top">moodle.org</a>, ponto central para
+ informação, discussão e colaboração entre utilizadores do Moodle, que incluem
+ administradores de sistema, professores, investigadores, tecnólogos
+ educativos e, é claro, programadores. Como o Moodle, esse sítio está sempre
+ em evolução para servir as necessidades da comunidade e, como o Moodle, será
+ sempre Livre.
+ </p>
+ <p>Em 2003, a empresa <a href="http://moodle.com/" target="_top">moodle.com</a>
+ foi criada para fornecer apoio comercial aos que dele precisam, assim como
+ webhosting, consultadoria e outros serviços.
+ </p>
+ <p>Para mais informação sobre os planos futuros para o Moodle, consulte o
+ <a href="?file=future.html">plano de acção</a>.
+ </p>
+</blockquote>
+<p align="center"><font size="1"><a href="." target="_top">Documentação do Moodle</a></font></p>
+<p align="center"><font size="1">Version: $Id$</font></p>
+
+</body>
+</html>
View
2,042 lang/pt/docs/faq.html
1,533 additions, 509 deletions not shown because the diff is too large. Please use a local Git client to view these changes.
View
1,019 lang/pt/docs/install.html
@@ -1,496 +1,523 @@
-<head>
-
-<title>Documentação do Moodle: Instalação do Moodle</title>
-
-<link rel="stylesheet" href="docstyles.css" type="TEXT/CSS">
-
-<meta http-equiv="Content-Type" content="text/html; charset=iso-8859-1">
-</head>
-
-<body bgcolor="#FFFFFF">
-<h1>Instalação do Moodle</h1>
-<blockquote>
-<p>Este guia explica como instalar Moodle pela primeira vez. Alguns dos
-passos são explicados com maior detalhe, para abrangir todas as pequenas
-diferenças entre diferentes configurações dos navegadores, fazendo este
-documento parecer comprido e complicado. Não se deixe desanimar por
-isso - eu costumo instalar o Moodle em poucos minutos!</p>
-<p>Leia este documento com calma e cuidadosamente - poderá assim poupar
-algum tempo no futuro.</p>
-<p>Secções neste documento:</p>
- <ol>
- <li><a href="#requirements">Pacotes necessários</a></li>
- <li><a href="#downloading">Obter uma cópia do Moodle</a></li>
- <li><a href="#site">Estrutura do sítio</a></li>
- <li><a href="#data">Criação do directório de dados</a></li>
- <li><a href="#database">Criação da base de dados</a></li>
- <li><a href="#webserver">Verificar a configuração do servidor web</a></li>
- <li><a href="#config">Editar config.php</a></li>
- <li><a href="#admin">Visitar a página de administração</a></li>
- <li><a href="#cron">Configurar o cron</a></li>
- <li><a href="#course">Criação de uma disciplina</a></li>
- </ol>
- <p>&nbsp;</p>
-</blockquote>
-<h3 class="sectionheading"><a name="requirements"></a>1. Pacotes necessários</h3>
-<blockquote>
- <p>Moodle é desenvolvido principalmente em Linux, usando Apache, MySQL e
- PHP (a combinação comumente designada de plataforma LAMP), mas também é
- testado regularmente com PostgreSQL e nos sistemas operativos Windows XP,
- Mac OS X e Netware 6.</p>
- <p>Os pacotes necessários para o funcionamento de Moodle são:</p>
- <ol>
- <li>Servidor Web. A maior parte das pessoas usam
- <a href="http://www.apache.org/" target="_blank">Apache</a>, mas Moodle
- deverá funcionar com qualquer servidor Web que suporte PHP, como, por
- exemplo, IIS nas plataformas Windows.</li>
- <li>A linguagem <a href="http://www.php.net/" target="_blank">PHP</a>
- (versão 4.1.0 ou superior), com as opções seguintes:
- <ul>
- <li><a href="http://www.boutell.com/gd/" target="_blank">Libraria GD</a>
- activada, com suporte para formatos JPG e PNG.</li>
- <li>libraria zlib activa (se quiser usar cópias de segurança/restauração
- em Windows)</li>
- <li>Suporte de sessões (sessions support) activo</li>
- <li>Envio de ficheiros (file uploading) activo</li>
- <li>Modo seguro (safe mode) desactivado (nos foruns em moodle.org
- pode ler acerca dos problemas causados pelo modo seguro)</li>
- </ul>
- </li>
- <li>Servidor de bases de dados: Moodle suporta completamente <a href="http://www.mysql.com/" target="_blank">MySQL</a>
- ou <a href="http://www.postgresql.org/" target="_blank">PostgreSQL</a>
- que são as duas opções recomendadas em Moodle 1.1. Outros servidores
- de bases de dados serão suportados em versões futuras.</li>
- </ol>
- <p>A maior parte dos fornecedores de serviços Web incluim todo esse software.
- Se o seu fornecedor for um dos poucos que não inclui essas opções,
- pergunte porque não o fazem e considere uma mudança de fornecedor.</p>
- <p>Se quiser usar Moodle no seu próprio computador e a instalação de todo
- esse software parece-lhe complicada, consulte o nosso guia:
- <a href="http://moodle.org/doc/?file=installamp.html">Instalação de
- Apache, MySQL e PHP</a>. Nesse guia encontrará instrucções passo a passo
- para as plataformas mais populares.</p>
- <p>&nbsp;</p>
-</blockquote>
-<h3 class="sectionheading"><a name="downloading"></a>2. Obter uma cópia do Moodle</h3>
-<blockquote>
- <p>Existem duas formas de obter o Moodle, num ficheiro comprimido ou através
- do CVS. Essas duas formas explicam-se com mais detalhe na página web:
- <a href="http://moodle.org/download/" target="_blank">http://moodle.org/download/</a></p>
- <p>Depois de copiar e desempacotar o arquivo, ou depois de ter obtido uma
-
- cópia do CVS, deverá ter um directório &quot;moodle&quot;, que contém
- vários ficheiros e subdirectórios.</p>
- <p>Pode transferir esse directório directamente para o directório raiz do
- seu servidor web, e nesse caso o seu sítio ficará disponível em
- <b>http://o_seu_servidor.com/moodle</b>, ou pode copiar o conteúdo do
- directório moodle directamente para o directório raiz do seu servidor web,
- ficando a sua instalação do Moodle dierectamente em
- <b>http://o_seu_servidor.com</b>.</p>
-</blockquote>
-<p>&nbsp;</p>
-<h3 class="sectionheading"><a name="site"></a>3. Estrutura do sítio</h3>
-<blockquote>
- <p>A seguir apresentamos um sumário do conteúdo do directório moodle, para
- o ajudar a orientar-se:</p>
- <blockquote>
- <p><table><tr>
- <td width="130" valign="top">config-dist.php</td>
- <td valign="top">-</td>
- <td valign="top">
- mais tarde vai fazer uma cópia deste ficheiro, dando-lhe o nome
- config.php. Este será o ÚNICO ficheiro que precisa de editar para
- começar a usar o Moodle.
- </td></tr>
- <tr><td valign="top">version.php</td>
- <td valign="top">-</td>
- <td valign="top">
- define a versão actual do código do Moodle
- </td></tr>
- <tr><td valign="top">index.php</td>
- <td valign="top">-</td>
- <td valign="top">
- a página principal do sítio
- </td></tr></table>
- </p>
- <ul>
- <li>admin/ - código para administração de todo o servidor </li>
- <li>auth/ - módulos para autenticação de utilizadores </li>
- <li>course/ - código para mostrar e gerir disciplinas </li>
- <li>doc/ - documentação e ajuda do Moodle (esta página incluida)</li>
- <li>files/ - código para mostrar e gerir ficheiros enviados</li>
- <li>lang/ - mesnagens de texto em diferentes línguas; um diretório por
- cada língua</li>
- <li>lib/ - librarias do código básico do Moodle</li>
- <li>login/ - código para criação e acesso às contas de utilizadores </li>
- <li>mod/ - todos os módulos de disciplina no Moodle</li>
- <li>pix/ - imagens genéricas do sítio</li>
- <li>theme/ - pacotes temáticos (theme/skins) para mudar a aparência do
- sítio</li>
- <li>user/ - código para mostrar e gerir a lista de utilizadores</li>
- </ul>
- <p>&nbsp;</p>
- </blockquote>
-</blockquote>
-<h3 class="sectionheading"><a name="data"></a>4. Criação do directório de dados</h3>
-<blockquote>
- <p>Moodle precisa de algum espaço no seu disco rígido para armazenar
- ficheiros enviados, por exemplo, os documentos associados a uma disciplina
- e as fotografias dos utilizadores.</p>
- <p>Crie um directório para esse propósito em alguma parte do seu sistema
- de ficheiros. Por razões de segurança, é conveniente que esse directório
- NÂO seja acessível directamente através da web. A forma mais simples de
- garantir isso, será criar o directório por FORA do directório raiz do seu
- servidor Web; se assim não for, terá que o proteger criando nele um
- ficheiro .htaccess com o seguinte conteúdo:
- <blockquote>
-
- <pre>deny from all</pre>
- </blockquote>
- <p>Para garantir que Moodle poderá gravar nesse directório os ficheiros
- recebidos, confira que o servidor web (por exemplo o Apache) tenha
- autorização para escrever nesse directório. Em plataformas Unix, isso
- implica mudar o propietário do directório para algo como &quot;nobody&quot;
- ou &quot;apache&quot;.</p>
- <p>Em muitos servidores web partilhados, provavelmente terá que prohibir
- o acesso a todos os ficheiros por parte do seu "grupo" (para evitar
- que outros utilizadores do servidor possam consultar ou modificar os seus
- ficheiros), mas permitir acesso de leitura/escritura para outros
- utilizadores (assim o servidor Web terá acesso aos seus ficheiros).
- Consulte com o seu administrador do servidor Web se tiver dificuldades
- em configurar o seu directório em forma segura.</p>
-</blockquote>
-<p>&nbsp;</p>
-<h3 class="sectionheading"><a name="database"></a>5. Criação da base de dados</h3>
-<blockquote>
- <p>Terá que criar uma base de dados (por exemplo "moodle"), vazia, no seu
- sistema de bases de dados, junto com um utilizador especial (por exemplo
- "moodleuser") que tenha acesso a essa base de dados (e a nenhuma outra).
- Poderá usar o utilizador "root" se quiser, mas isso não é aconselhável
- para um sistema activo: se os "crackers" conseguirem descobrir a
- contrasenha de acesso à base de dados, todo o seu servidor de bases de
- dados ficará em risco, em vez de por em risco unicamente uma base de
- dados.
-</p>
-<p>Os comandos seguintes são um exemplo da criação da base de dados em MySQL: </p>
- <pre>
- # mysql -u root -p
- > CREATE DATABASE moodle;
- > GRANT SELECT,INSERT,UPDATE,DELETE,CREATE,DROP,INDEX,ALTER ON moodle.*
- TO moodleuser@localhost IDENTIFIED BY 'seupassword';
- > quit
- # mysqladmin -p reload
-</pre>
- <p>E um exemplo para PostgreSQL: </p>
- <pre>
- # su - postgres
- > psql -c "create user moodleuser createdb;" template1
- > psql -c "create database moodle;" -U moodleuser template1
- > psql -c "alter user moodleuser nocreatedb;" template1
-</pre>
- <p>(Se usar MySQL, recomendo vivamente o uso de <a href="http://phpmyadmin.sourceforge.net/">phpMyAdmin</a>
- para gerir as suas bases de dados - poderá gerir a base de dados usando
- uma interface Web).</p>
- <p>A partir da versão 1.0.8, Moodle aceita prefixos de tabelas, para poder
- partilhar uma base de dados com tabelas SQL de outras aplicações.</p>
-</blockquote>
-<p>&nbsp;</p>
-<h3 class="sectionheading"><a name="webserver" id="webserver"></a>6. Verificar a configuração do servidor web</h3>
-<blockquote>
- <p>O primeiro que deverá conferir é que o seu servidor web está configurado
- para usar index.php como nome de página por omissão (poderá também
- aceitar outros nomes alternativos, por exemplo, index.html, default.htm,
- etc).</p>
- <p>Em Apache, isso é feito usando o comando DirectoryIndex no seu ficheiro
- de configuração httpd.conf. O meu normalmente contém o seguinte:</p>
- <blockquote>
- <pre><strong>DirectoryIndex</strong> index.php index.html index.htm </pre>
- </blockquote>
- <p>Verifique que index.php esteja entre a lista (e preferivelmente mais
- perto do início da lista, para aumentar a eficiência).</p>
- <p>A seguir, <b>se estiver a usar Apache 2</b>, deverá activar a variável
- <i>AcceptPathInfo</i>, que permitirá a passagem de argumentos na forma
- http://servidor/ficheiro.php/arg1/arg2.
- Isso é esencial para poder permitir apontadores relativos entre os
- seus recursos, e também para melhorar o desempenho para os utilizadores
- do seu sítio Moodle. Poderá activar essa variável juntado a linha que
- se segue ao seu ficheiro httpd.conf</p>
- <blockquote>
- <pre><strong>AcceptPathInfo</strong> on </pre>
- </blockquote>
- <p>Em terceiro lugar, Moodle precisa da activação de algumas opções do PHP
- para funcionar correctamente. <b>Na maior parte dos servidores essas
- opções já estarão activas por omissão.</b> No entanto, alguns servidores
- PHP (especialmente nas versões mais recentes) poderão estar configuradas
- em forma diferente. Essas opções activam-se no ficheiro de configuração
- do PHP (normalmente o ficheiro php.ini):</p>
- <blockquote>
-
- <pre>magic_quotes_gpc = 1 (preferred but not necessary)
-magic_quotes_runtime = 0 (necessary)
-file_uploads = 1
-session.auto_start = 0
-session.bug_compat_warn = 0
-</pre>
- </blockquote>
- <p>Se não tiver acesso a httpd.conf ou php.ini no seu servidor, ou se estiver
- a usar outras aplicções que exigem outra configuração diferente, não se
- preocupe pois poderá ainda INVALIDAR a configuração global.</p>
- <p>Para o conseguir, deverá criar um ficheiro <b>.htaccess</b> no
- directório principal do Moodle, com as definições que precisa. Isso só
- funcionará no Apache, e quando a opção Overrides for permitida na
- configuração global do servidor.
- O conteúdo de .htacces será:
- <blockquote>
- <pre>
-DirectoryIndex index.php index.html index.htm
-
-&lt;IfDefine APACHE2>
- <b>AcceptPathInfo</b> on
-&lt;/IfDefine>
-
-php_flag magic_quotes_gpc 1
-php_flag magic_quotes_runtime 0
-php_flag file_uploads 1
-php_flag session.auto_start 0
-php_flag session.bug_compat_warn 0</pre>
- </blockquote>
- <p>Poderá fazer outras coisas como, por exemplo, definir o tamanho máximo
- do ficheiros enviados para o Moodle:
- <blockquote>
- <pre>
-LimitRequestBody 0
-php_value upload_max_filesize 2M
-php_value post_max_size 2M
- </pre>
- </blockquote>
- <p>O mais fácil será copiar o ficheiro tipo em lib/htaccess e editá-lo para
- se adaptar às suas necessidades (o ficheiro contém algumas dicas
- adicionais). Por exemplo, num shell do Unix:
- <blockquote>
- <pre>cp lib/htaccess .htaccess</pre>
- </blockquote>
-</blockquote>
-<p>&nbsp;</p>
-<h3 class="sectionheading"><a name="config"></a>7. Editar config.php</h3>
-<blockquote>
- <p>Neste momento pode criar e editar o ficheiro de configuração,
- <strong>config.php</strong>, usando um editor de texto. Esse ficheiro
- será utilizado por todos os outros ficheiros em Moodle.</p>
- <p>Para começar, faça uma cópia de <strong>config-dist.php</strong> e mude-lhe
- o nome para config.php. Isto é feito para não perder a configuração
- original, caso tenah que actualizar o Moodle mais tarde.</p>
- <p>Edite <strong>config.php</strong> especificando a informação da base
- de dados que já criou (incluindo o prefixo de tabelas - repare que no
- caso do PostgreSQL isso é OBRIGATÓRIO), assim como o endereço do seu
- sítio Web, e os nomes dos directórios do sistema e dos dados.
- O próprio ficheiro de configuração traz comentários e exemplos.</p>
- <p>Uma vez termine de editar o ficheiro de configração, o resto da
- instalação é feita através da interface web. No que resta deste documento
- vamos admitir que o seu sítio web encontra-se em:
- <u>http://exemplo.com/moodle</u></p>
-</blockquote>
-<p>&nbsp;</p>
-<h3 class="sectionheading"><a name="admin"></a>8. Visitar a página de
-administração</h3>
-<blockquote>
- <p>A página de adminstração já deverá estar activa em:
- <u>http://exemplo.com/moodle/admin</u>. De qualquer forma, se neste
- momento tentar aceder à página principal do seu servidor moodle, será
- redireccionado automaticamente para essa página. A primeira vez que
- entrar na página de administração, ser-lhe-á apresentada a licença GPL
- qu deverá aceitar para poder continuar com a instalação.</p>
- <p>(Moodle também enviará algumas "cookies" para o seu navegador web. Se
- o seu navegador estiver configurado para perguntar antes de aceitar cookies,
- deverá aceitá-las ou Moodle não funcionará conrrectamente.)</p>
- <p>A seguir Moodle procederá a configurar a sua base de dados criando as
- tabelas que serão usadas para guardar os dados. Primeiro são criadas as
- tabelas principais. Deverá ver vários comandos SQL seguidos por mensagens
- de diagnóstico (a verde ou vermelho) do género de:</p>
- <blockquote>
- <p>CREATE TABLE course ( id int(10) unsigned NOT NULL auto_increment, category
- int(10) unsigned NOT NULL default '0', password varchar(50) NOT NULL default
- '', fullname varchar(254) NOT NULL default '', shortname varchar(15) NOT
- NULL default '', summary text NOT NULL, format tinyint(4) NOT NULL default
- '1', teacher varchar(100) NOT NULL default 'Teacher', startdate int(10)
- unsigned NOT NULL default '0', enddate int(10) unsigned NOT NULL default
- '0', timemodified int(10) unsigned NOT NULL default '0', PRIMARY KEY (id))
- TYPE=MyISAM</p>
- <p><font color="#006600">SUCCESS</font></p>
- <p>...and so on, followed by: <font color="#006600">Main databases set up
- successfully.</font> </p>
- </blockquote>
- <p>Se não aparecerem essas mensagens, existirá algum problema com a base de
- dados ou com a configuração que definiu em config.php. Verifique que PHP
- não esteja em "Modo seguro" (Safe Mode. Alguns servidores comerciais
- costumam vir em modo seguro). Pode verificar as variáveis do PHP criando
- um pequeno ficheiro que contenha &lt? phpinfo() ?&gt e olhando para ele
- usando o seu navegador we. Verifique o resultado e tente acceder novamente
- à página de administração.</p>
- <p>Avance até o fim da página e carregue no botão &quot;Continuar&quot;.</p>
- <p>A seguir verá uma outra página semelhante que configura as tabelas
- usadas por cada módulo do Moodle. Igual que no caso anterior, todas as
- mensagens de diagnóstico deverão aparecer em <font color="#006600">green</font>.</p>
- <p>Avance até o fim da página e carregue no botão &quot;Continuar&quot;.</p>
- <p>Deverá agora aparecer um formulário onde pode definir mais variáveis
- de configuração para a sua instalação como, por exemplo, a língua usada
- por omissão, o nome do servidor SMTP, etc. Não se preocupe muito em tentar
- conifugar tudo à primeira vez - poderá regressar a esta página sempre
- que quiser, através da interface de administração, e experimentar
- diferentes configurações. Avance até o fim da página e carregue no botão
- &quot;Gravar alterações&quot;.</p>
- <p>Se não conseguir avançar para a frente dessa página (e unicamente nesse
- caso), provavelmente o seu servidor tem o problema que eu chamo "referidor
- defeituoso" ("buggy referrer"). Isso é fácil de corrigir: simplesmente
- desactive a opção de &quot;formulários seguros&quot; (secureforms&quot;),
- e tente novamente.</p>
- <p>A página seguinte é um formulário onde pode definir parâmetros para o
- seu sítio Moodle e para a página principal, tais como o nome, formato,
- descrição, etc. Complete esse forumlário (poderá sempre regressar mais
- tarde e fazer alterações) e carregue em &quot;Gravar alterações&quot;.</p>
- <p>Finalmente, ser-lhe-á pedido para criar um utilizador administrador de
- alto nivel para acesso futuro às páginas de administração. Complete a
- informação com o seu próprio nome, endereço de correio electrónico, etc
- e carregue em &quot;Gravar alteraçãoes&quot;. Não todos os campos são
- indispensáveis, mas se esquecer algum campo importante, voltará a aparecer
- o formulário.
- </p>
- <blockquote>
- <blockquote>
- <blockquote>
- <blockquote>
- <blockquote>
- <p><strong>Tenha o cuidade de lembrar o nome de utilizador e
- a palavra chave que seleccionou para o administrador, já
- que eles serão necessários para acceder as páginas de
- administração em ocasiões futuras.</strong></p>
- </blockquote>
- </blockquote>
- </blockquote>
- </blockquote>
- </blockquote>
- <p>(Se por qualquer razão a sua instalação for interrompida, ou aparece algum
- erro que lhe impeça entrar com a palavra chave do administrados, normalmente
- poderá aceder com o nome de administrador por omissão,
- &quot;<strong>admin</strong>&quot;, com palavra chave
- &quot;<strong>admin</strong>&quot;.)</p>
- <p>Uma vez concluido esse processo com éxito, ser-lhe-á apresentada a página
- principal do seu sítio. Repare no menu de administração no lado esquerdo
- da página (as mesmas alinhas no menu aparecem na página de administração)
- - esse menu só é vissível para si por ter entrado como o administrador.
- todas as configurações que tenha que fazer a partir de agora poderão
- ser feitas a partir desse menu; por exemplo:</p>
- <ul>
- <li>criação e eliminação de disciplinas</li>
- <li>criação e modificação de contas de utilizadores</li>
- <li>gestão de contas de docentes</li>
- <li>mudança de opções globais como o tema, língua, etc</li>
- </ul>
-</blockquote>
-<p>&nbsp;</p>
-<h3 class="sectionheading"><a name="cron"></a>9. Configurar o cron</h3>
-<blockquote>
- <p>Algum dos módulos do Moodle precisam de verificações frequentes para
- realizar algumas tarefas. Por exemplo, Moodle precisa verificar os
- foruns de discusão para saber se é preciso enviar por correio cópias de
- novas contribuições, aos assinantes do forum.</p>
- <p>O script que executa essas tarefas de rutina encontra-se no directório
- admin, com o nome cron.php. No entanto, ele não pode arrancar por si
- próprio, mas será preciso instalar um mecanismo para que o script seja
- executado a intervalos regulares (por exemplo, cada 5 ou 10 minutos).
- Mecanismo esse que constitui as pulsações necessárias para que o script
- possa executar as tarefas definidas por cada módulo.</p>
- <p>De salientar que a máquina que execute o cron <b>não tem que ser a
- mesma máquina onde Moodle está instalado</b>. Por exemplo, se tiver
- um fornecedor web com limitações, que não tem o programa cron, poderá
- decidir executar cron em outra máquina ou até no seu computador em casa.
- O único que interessa é que o ficheiro cron.php seja invocado regularmente.
- </p>
- A carga imposta por esse script não é muito elevada, de maneira que 5
- minutos é um intervalo de tempo razoável, mas se estiver priocupado
- ao respeito pode reduzir o intervalo para 15 ou até 30 minutos. Convém
- não usar intervalos de tempo muito compridos, já que o atraso no envio
- de mensagens de correio pode diminuir o nivel de actividade da disciplina.
- </p>
- <p>Primeiro que tudo, teste o script executando-o directamente a partir
- do seu navegador:</p>
- <blockquote>
- <pre>http://exemplo.com/moodle/admin/cron.php</pre>
- </blockquote>
- <p>A seguir, tem que instalar algum mecanismo para executar o script
- automaticamente, a intervalos regulares.</p>
- <h4>Execução do script a partir da linha de comandos</h4>
- <p>Pode invocar a página a partir da linha de comandos, tal como fez
- no exemplo acima. Por exemplo, pode usar algum programa do Unix como
- 'wget':</p>
- <blockquote>
- <pre>wget -q -O /dev/null http://exemplo.com/moodle/admin/cron.php</pre>
- </blockquote>
- <p>Repare nesse exemplo que a saida do comando é deitada fora (para
- /dev/null).</p>
- <p>A mesma coisa usando lynx:</p>
- <blockquote>
- <pre>lynx -dump http://exemplo.com/moodle/admin/cron.php &gt; /dev/null</pre>
- </blockquote>
- <p>Em forma alternativa, pode usar uma versão autonoma do PHP, compilada
- para poder ser executada directamente a partir da linha de comandos. A
- vantagem em fazer isso será que os estatísticas de acesso a o servidor
- não serão preenchidas com pedidos constantes do script cron.php. A
- desvantagem é que precisará ter acesso a uma versão de PHP para linha de
- comandos.</p>
- <blockquote>
- <pre>/opt/bin/php /web/moodle/admin/cron.php
-
-(Windows) C:\apache\php\php.exe C:\apache\htdocs\moodle\admin\cron.php
-</pre>
- </blockquote>
- <h4>Execução automatica do script cada 5 minutos</h4>
- <p><b>Em sistemas Unix</b>: Use <b>cron</b>. Edite a sua configuração do
- cron, a partir da linha de comando usando &quot;crontab -e&quot; e
- adicione uma linha que diga:</p>
- <blockquote>
- <pre>*/5 * * * * wget -q -O /dev/null http://exemplo.com/moodle/admin/cron.php</pre>
- </blockquote>
- <p>Usualmente, o comando "contrab" abrirá o editor 'vi'. No editor 'vi'
- acceda ao modo de inserção carregando na tecla do "i", escreva a linha
- que acabamos de sugerir, e finalmente saia do modo de inserção carregando
- em ESC. Pode gravar e sair se escrever ":wq", ou sair sem gravar nenhuma
- alteração, se escrever ":q!" (sem as aspas).</p>
- <p><b>Em sistemas Windows</b>: A forma mais fácil consiste em usar este
- pequeno pacote: <a href="http://moodle.org/download/moodle-cron-for-windows.zip" title="Click ara
- copiar este progama (150k)" target="_blank">moodle-cron-for-windows.zip</a>
- que torna esse proceso muito simples. Pode também explorar a possibilidade
- de usar funcionalidades próprias do Windows para Tarefas Programadas.</p>
- <p>Em servidores web de fornecedores de serviços: O painel de controlo do
- seu sistema de web poderá ter uma página que lhe permita programar esse
- procedimento. Pergunte pormenores ao seu administrador.</p>
- <p></p>
-</blockquote>
-<h3 class="sectionheading"><a name="course"></a>10. Criação de uma disciplina</h3>
-<blockquote>
- <p>Agora que a sua instalação do Moodle funciona adequadamente, poderá criar
- uma disciplina.</p>
- <p>Seleccione &quot;Criar uma noa disciplina&quot; a partir da página de
- administração (ou a partir dos enlaces na página principal).</p>
- <p>Complete o formulário, prestantdo especial atenção para o formato da
- disciplina. Não tem que se preocupar muito com os pormenores neste
- momento, já que todo poderá ser alterado mais tarde pelos docentes
- da disciplina.</p>
- <p>Carregue em &quot;Gravar alterações&quot;, e será conduzido para
- um novo formulário onde poderá designar docentes para a disciplina.
- Esse formulário só permite adicionar contas de utilizadores já existentes
- - se quiser criar novas contas de professores, peça ao próprio docente
- para criar uma conta pessoal (ver a página de acesso), ou criar uma conta
- para ele por meio da opção &quot;Adicionar novo utilizador&quot; na página
- de administração.</p>
- <p>Uma vez criada, a disciplna está pronta para ser modificada e estará
- acessível através sa secção de &quot;Disciplinas&quot; na página
- principal.</p>
- <p>Para mais pormenores sobre o processo de criação de disciplinas,
- consulte o &quot;<a href="./?file=teacher.html">Manual do Professor</a>&quot;</p>
-</blockquote>
-<p>&nbsp;</p>
-<p align="CENTER"><font size="1"><a href="." target="_top">Documentação de
-Moodle</a></font></p>
-<p align="CENTER"><font size="1">Version: $Id$</font></p>
-</body>
+<!DOCTYPE html PUBLIC "-//W3C//DTD XHTML 1.0 Transitional//EN"
+ "http://www.w3.org/TR/xhtml1/DTD/xhtml1-transitional.dtd">
+<html xmlns="http://www.w3.org/1999/xhtml">
+<head>
+
+<title>Documentação do Moodle: Instalação Básica</title>
+
+<link rel="stylesheet" href="docstyles.css" type="TEXT/CSS" />
+
+<meta http-equiv="Content-Type" content="text/html; charset=iso-8859-1" />
+
+<style type="text/css">
+<!--
+.style3 {color: #660000}
+-->
+</style>
+</head>
+
+<body>
+<h1>Instalação do Moodle</h1>
+<h2>Não tenha medo! <img src="http://moodle.org/pix/s/smiley.gif" /></h2>
+<blockquote>
+<p>Este guia explica como instalar Moodle pela primeira vez. Alguns dos
+passos são explicados com maior detalhe, para abrangir todas as pequenas
+diferenças entre diferentes configurações dos navegadores, fazendo este
+documento parecer comprido e complicado. Não se deixe desanimar por
+isso - eu costumo instalar o Moodle em poucos minutos!</p>
+<p>Se tiver problemas, por favor leia este documento cuidadosamente. Se
+ainda tiver problemas, pode pedir ajuda em <a target="_blank"
+href="http://moodle.org/help">"Moodle Help"</a>.</p>
+<p>Outra possibilidade é entrar em contacto com alguma companhia de
+<a target="_blank" href="http://moodle.com/hosting/">alojamento de servidores
+Web</a>, que faça a muntenção do Moodle para si, para que se possa
+concentrar nos aspectos didácticos sem perde tempo com problemas técnicos!
+</p>
+<p>Secções neste documento:</p>
+ <ol>
+ <li><a href="#requirements">Requisitos</a></li>
+ <li><a href="#downloading">Obtenção do código do Moodle</a></li>
+ <li><a href="#site">Estrutura do sítio</a></li>
+ <li><a href="#installer">Execução do script de instalação para
+ criar config.php</a>
+ <ul>
+ <li><a href="#webserver">Verificação da configuração do servidor Web</a></li>
+ <li><a href="#database">Criação de uma base de dados</a></li>
+ <li><a href="#data">Criação de um directório de dados</a></li>
+ </ul>
+ </li>
+ <li><a href="#admin">Visita à página de administração para continuar a
+ configuração</a></li>
+ <li><a href="#cron">Configuração do cron</a></li>
+ <li><a href="#course">Criação de uma nova disciplina</a></li>
+ </ol>
+</blockquote>
+<h3 class="sectionheading"><a name="requirements"></a>1. Requisitos</h3>
+<blockquote>
+ <p>Moodle é desenvolvido principalmente em Linux, usando Apache, MySQL e
+ PHP (a combinação comumente designada de plataforma LAMP), mas também é
+ testado regularmente com PostgreSQL e nos sistemas operativos Windows XP,
+ Mac OS X e Netware 6.</p>
+ <p>Os requisitos do Moodle são:</p>
+ <ol>
+ <li>Servidor Web. A maioria das pessoas usam
+ <a href="http://www.apache.org/" target="_blank">Apache</a>, mas Moodle
+ deveria funcionar com qualquer servidor Web que suporte PHP, como, por
+ exemplo, IIS nas plataformas Windows.</li>
+ <li>A linguagem <a href="http://www.php.net/" target="_blank">PHP</a>
+ (versão 4.1.0 ou superior). A partir de Moodle 1.4 já é possível usar PHP 5.
+ </li>
+ <li>Servidor de bases de dados: Moodle funciona perfeitamente com
+ <a href="http://www.mysql.com/" target="_blank">MySQL</a>
+ ou <a href="http://www.postgresql.org/" target="_blank">PostgreSQL</a>
+ que são as duas opções recomendadas em Moodle.</li>
+ </ol>
+ <p>A maior parte dos fornecedores de serviços Web incluim todo esse software.
+ Se o seu fornecedor for um dos poucos que não inclui essas opções,
+ pergunte porque não o fazem e considere uma mudança de fornecedor.</p>
+ <p>Se quiser usar Moodle no seu próprio computador e a instalação de todo
+ esse software parece-lhe complicada, consulte o nosso guia:
+ <a href="http://moodle.org/doc/?file=installamp.html">Instalação de
+ Apache, MySQL e PHP</a>. Nesse guia encontrará instrucções passo a passo
+ para as plataformas mais populares.</p>
+</blockquote>
+<h3 class="sectionheading"><a name="downloading"></a>2. Obtenção do código do Moodle</h3>
+<blockquote>
+ <p>Existem duas formas de obter o Moodle, num ficheiro comprimido ou através
+ do CVS. Essas duas formas explicam-se com mais detalhe na página web:
+ <a href="http://moodle.org/download/" target="_blank">http://moodle.org/download/</a></p>
+ <p>Depois de copiar e desempacotar o arquivo, ou depois de ter obtido uma
+ cópia do CVS, deverá ter um directório "moodle", que contém
+ vários ficheiros e subdirectórios.</p>
+ <p>Pode transferir esse directório directamente para o directório raiz do
+ seu servidor web, e nesse caso o seu sítio ficará disponível em
+ <b>http://o_seu_servidor/moodle</b>, ou pode copiar o conteúdo do
+ directório moodle directamente para o directório raiz do seu servidor web,
+ ficando a sua instalação do Moodle dierectamente em
+ <b>http://o_seu_servidor</b>.</p>
+ <p>Se estiver a copiar o Moodle para o seu computador para depois transferí-lo
+ para o servidor Web, é melhor enviar o arquivo completo num único ficheiro
+ e depois desempacotá-lo no servidor Web. A maior parte das interfaces
+ usadas nos serviços de alojamento de páginas web, por exemplo o Cpanel,
+ permitem-lhe descomprimir arquivos com o "File Manager".</p>
+</blockquote>
+<h3 class="sectionheading"><a name="site"></a>3. Estrutura do sítio</h3>
+<blockquote>
+ <p>Pode passar à frente desta secção, mas fica já aqui um sumário do conteúdo
+ do directório moodle, para o ajudá-lo a se orientar:</p>
+ <blockquote>
+ <table>
+ <tr>
+ <td width="130" valign="top">config.php</td>
+ <td valign="top">-</td>
+ <td valign="top">
+ contém as configurações básicas. Este ficheiro não vem em Moodle,
+ mas é criado durante o processo de instalação.
+ </td>
+ </tr>
+ <tr>
+ <td valign="top">install.php</td>
+ <td valign="top">-</td>
+ <td valign="top">o scritp que deverá executar para criar config.php </td>
+ </tr>
+ <tr>
+ <td valign="top">version.php</td>
+ <td valign="top">-</td>
+ <td valign="top">
+ define a versão actual do código do Moodle
+ </td>
+ </tr>
+ <tr>
+ <td valign="top">index.php</td>
+ <td valign="top">-</td>
+ <td valign="top">
+ a página principal do sítio
+ </td>
+ </tr>
+ </table>
+ <ul>
+ <li>admin/ - código para administração de todo o servidor </li>
+ <li>auth/ - módulos para autenticação de utilizadores </li>
+ <li>blocks/ - módulos para os pequenos blocos laterais em várias páginas</li>
+ <li>calendar/ - todo o código para mostrar e gerir calendários</li>
+ <li>course/ - código para mostrar e gerir disciplinas </li>
+ <li>doc/ - documentação e ajuda do Moodle (esta página incluida)</li>
+ <li>files/ - código para mostrar e gerir ficheiros enviados</li>
+ <li>lang/ - mesnagens de texto em diferentes línguas; um diretório por
+ cada língua</li>
+ <li>lib/ - librarias do código básico do Moodle</li>
+ <li>login/ - código para criação e acesso às contas de utilizadores </li>
+ <li>mod/ - todos os módulos de disciplina no Moodle</li>
+ <li>pix/ - imagens genéricas do sítio</li>
+ <li>theme/ - pacotes temáticos (theme/skins) para mudar a aparência do
+ sítio</li>
+ <li>user/ - código para mostrar e gerir a lista de utilizadores</li>
+ </ul>
+ </blockquote>
+</blockquote>
+<h3 class="sectionheading"><a name="installer"></a>4. Execução do script de instalação
+para criar config.php </h3>
+<blockquote>
+ <p>Para executar o script de instalção (install.php), simplesmente tente aceder
+ à página principal da sua instalação do Moodle, através de um "web browser",
+ ou entre em <strong>http://o_seu_servidor/install.php</strong> directamente.</p>
+ <p>(O instalador tentará instalar uma "cookie" para a sessão. Se lhe aparecer
+ uma caixa de advertência no seu browser, deverá aceptar essa cookie!)</p>
+ <p>Moodle detectará que é preciso fazer a configuração e conduzí-lo-a através
+ de várias páginas que lhe ajudarão a criar um novo ficheiro de configuração
+ <strong>config.php</strong>. Quando o processo for concluido, Moodle tentará
+ colocar o ficheiro no local apropriado, se não conseguir poderá carregar num
+ botão para copiar o ficheiro preparado pelo instalador e enviá-lo logo para
+ o directório principal do Moodle, no seu servidor, dándo-lhe o nome
+ config.php</p>
+ <p>Ao longo do processo o instalador testará o ambiente de trabalho do seu
+ servidor Web, dando-lhe dicas para resolver quaisquer problemas que encontrar.
+ Para a maior parte dos problemas essas dicas deverão ser suficiente, mas se
+ ficar num impasse, procure informação mais para a frente neste documento, sobre
+ como resolver alguns problemas que mais comumente dificultam a instalação.
+ </p>
+</blockquote>
+<h3 class="sectionheading"><a name="webserver" id="webserver"></a>4.1 Verificação
+da configuração do servidor Web</h3>
+<blockquote>
+ <p>O primeiro que deverá conferir é que o seu servidor web está configurado
+ para usar index.php como nome de página por omissão (poderá também
+ aceitar outros nomes alternativos, por exemplo, index.html, default.htm,
+ etc).</p>
+ <p>Em Apache, isso é feito usando o comando DirectoryIndex no seu ficheiro
+ de configuração httpd.conf. O meu normalmente contém o seguinte:</p>
+ <blockquote>
+ <pre><strong>DirectoryIndex</strong> index.php index.html index.htm </pre>
+ </blockquote>
+ <p>Verifique que index.php esteja entre a lista (e preferivelmente mais
+ perto do início da lista, para aumentar a eficiência).</p>
+ <p>A seguir, <b>se estiver a usar Apache 2</b>, deverá activar a variável
+ <i>AcceptPathInfo</i>, que permitirá a passagem de argumentos na forma
+ http://servidor/ficheiro.php/arg1/arg2.
+ Isso é esencial para poder permitir apontadores relativos entre os
+ seus recursos, e também para melhorar o desempenho para os utilizadores
+ do seu sítio Moodle. Poderá activar essa variável juntado a linha que
+ se segue ao seu ficheiro httpd.conf</p>
+ <blockquote>
+ <pre><strong>AcceptPathInfo</strong> on </pre>
+ </blockquote>
+ <p>Em terceiro lugar, Moodle precisa da activação de algumas opções do PHP
+ para funcionar correctamente. <b>Na maior parte dos servidores essas
+ opções já estarão activas por omissão.</b> No entanto, alguns servidores
+ PHP (especialmente nas versões mais recentes) poderão estar configuradas
+ em forma diferente. Essas opções activam-se no ficheiro de configuração
+ do PHP (normalmente o ficheiro php.ini):</p>
+ <blockquote>
+ <pre>magic_quotes_gpc = 1 (preferred but not necessary)
+magic_quotes_runtime = 0 (necessary)
+file_uploads = 1
+session.auto_start = 0
+session.bug_compat_warn = 0
+</pre>
+ </blockquote>
+ <p>Se não tiver acesso a httpd.conf ou php.ini no seu servidor, ou se estiver
+ a usar outras aplicções que exigem outra configuração diferente, não se
+ preocupe pois poderá ainda INVALIDAR a configuração global.</p>
+ <p>Para o conseguir, deverá criar um ficheiro <b>.htaccess</b> no
+ directório principal do Moodle, com as definições que precisa. Isso só
+ funcionará no Apache, e quando a opção Overrides for permitida na
+ configuração global do servidor.
+ O conteúdo de .htacces será:</p>
+ <blockquote>
+ <pre>
+DirectoryIndex index.php index.html index.htm
+
+<IfDefine APACHE2>
+ <b>AcceptPathInfo</b> on
+</IfDefine>
+
+php_flag magic_quotes_gpc 1
+php_flag magic_quotes_runtime 0
+php_flag file_uploads 1
+php_flag session.auto_start 0
+php_flag session.bug_compat_warn 0</pre>
+ </blockquote>
+ <p>Poderá fazer outras coisas como, por exemplo, limitar o tamanho máximo
+ dos ficheiros enviados para o Moodle:</p>
+ <blockquote>
+ <pre>
+LimitRequestBody 0
+php_value upload_max_filesize 2M
+php_value post_max_size 2M
+ </pre>
+ </blockquote>
+ <p>O mais fácil será copiar o ficheiro tipo em <strong>lib/htaccess</strong>
+ e editá-lo para o adaptar às suas necessidades (o ficheiro contém algumas dicas
+ adicionais). Por exemplo, num shell do Unix:</p>
+ <blockquote>
+ <pre>cp lib/htaccess .htaccess</pre>
+ </blockquote>
+</blockquote>
+<h3 class="sectionheading"><a name="database"></a>4.2. Criação de uma base de dados</h3>
+<blockquote>
+ <p>Terá que criar uma base de dados (por exemplo "<em>moodle</em>"), vazia, no seu
+ sistema de bases de dados, junto com um utilizador especial (por exemplo
+ "moodleuser") que tenha acesso a essa base de dados (e a nenhuma outra).
+ Poderá usar o utilizador "root" se quiser, mas isso não é aconselhável
+ para um sistema activo: se os "crackers" conseguirem descobrir a
+ contrasenha de acesso à base de dados, todo o seu servidor de bases de
+ dados ficará em risco, em vez de por em risco unicamente uma base de
+ dados.
+ </p>
+<p>Os comandos seguintes são um exemplo da criação da base de dados em MySQL: </p>
+ <pre>
+ # mysql -u root -p
+ > CREATE DATABASE moodle;
+ > GRANT SELECT,INSERT,UPDATE,DELETE,CREATE,DROP,INDEX,ALTER ON moodle.*
+ TO moodleuser@localhost IDENTIFIED BY 'seupassword';
+ > quit
+ # mysqladmin -p reload
+</pre>
+ <p>E um exemplo para PostgreSQL: </p>
+ <pre>
+ # su - postgres
+ > psql -c "create user moodleuser createdb;" template1
+ > psql -c "create database moodle;" -U moodleuser template1
+ > psql -c "alter user moodleuser nocreatedb;" template1
+</pre>
+ <p>(Se usar MySQL, recomendo vivamente o uso de <a href="http://phpmyadmin.sourceforge.net/">phpMyAdmin</a>
+ para gerir as suas bases de dados - poderá gerir a base de dados usando
+ uma interface Web).</p>
+ <p>A partir da versão 1.0.8, Moodle aceita prefixos de tabelas, para poder
+ partilhar uma base de dados com tabelas SQL de outras aplicações.</p>
+</blockquote>
+
+<h3 class="sectionheading"><a name="data"></a>4.3 Criação de um directório de dados</h3>
+<blockquote>
+ <p>Moodle precisa de algum espaço no seu disco rígido para armazenar
+ ficheiros enviados, por exemplo, os documentos associados a uma disciplina
+ e as fotografias dos utilizadores.</p>
+ <p>Crie um directório para esse propósito em alguma parte do seu sistema
+ de ficheiros. Por razões de segurança, é conveniente que esse directório
+ NÂO seja acessível directamente através da web. A forma mais simples de
+ garantir isso, será criar o directório por FORA do directório raiz do seu
+ servidor Web; se assim não for, terá que o proteger criando nele um
+ ficheiro .htaccess com o seguinte conteúdo:
+ <blockquote>
+
+ <pre>deny from all</pre>
+ </blockquote>
+ <p>Para garantir que Moodle poderá gravar nesse directório os ficheiros
+ recebidos, confira que o servidor web (por exemplo o Apache) tenha
+ autorização para escrever nesse directório. Em plataformas Unix, isso
+ implica mudar o propietário do directório para algo como "nobody"
+ ou "apache".</p>
+ <p>Em muitos servidores web partilhados, provavelmente terá que prohibir
+ o acesso a todos os ficheiros por parte do seu "grupo" (para evitar
+ que outros utilizadores do servidor possam consultar ou modificar os seus
+ ficheiros), mas permitir acesso de leitura/escritura para outros
+ utilizadores (assim o servidor Web terá acesso aos seus ficheiros).
+ Consulte com o seu administrador do servidor Web se tiver dificuldades
+ em configurar o seu directório em forma segura.</p>
+</blockquote>
+
+<h3 class="sectionheading"><a name="admin"></a>5. Visita à página de
+administração para continuar a configuração</h3>
+<blockquote>
+ <p>A página de adminstração já deverá estar activa em:
+ <u>http://exemplo.com/moodle/admin</u>. De qualquer forma, se neste
+ momento tentar aceder à página principal do seu servidor moodle, será
+ redireccionado automaticamente para essa página. A primeira vez que
+ entrar na página de administração, ser-lhe-á apresentada a licença GPL
+ qu deverá aceitar para poder continuar com a instalação.</p>
+ <p>(Moodle também enviará algumas "cookies" para o seu navegador web. Se
+ o seu navegador estiver configurado para perguntar antes de aceitar cookies,
+ deverá aceitá-las ou Moodle não funcionará conrrectamente.)</p>
+ <p>A seguir Moodle procederá a configurar a sua base de dados criando as
+ tabelas que serão usadas para guardar os dados. Primeiro são criadas as
+ tabelas principais. Deverá ver vários comandos SQL seguidos por mensagens
+ de diagnóstico (a verde ou vermelho) do género de:</p>
+ <blockquote>
+ <p>CREATE TABLE course ( id int(10) unsigned NOT NULL auto_increment, category
+ int(10) unsigned NOT NULL default '0', password varchar(50) NOT NULL default
+ '', fullname varchar(254) NOT NULL default '', shortname varchar(15) NOT
+ NULL default '', summary text NOT NULL, format tinyint(4) NOT NULL default
+ '1', teacher varchar(100) NOT NULL default 'Teacher', startdate int(10)
+ unsigned NOT NULL default '0', enddate int(10) unsigned NOT NULL default
+ '0', timemodified int(10) unsigned NOT NULL default '0', PRIMARY KEY (id))
+ TYPE=MyISAM</p>
+ <p><font color="#006600">SUCCESS</font></p>
+ <p>...and so on, followed by: <font color="#006600">Main databases set up
+ successfully.</font> </p>
+ </blockquote>
+ <p>Se não aparecerem essas mensagens, existirá algum problema com a base de
+ dados ou com a configuração que definiu em config.php. Verifique que PHP
+ não esteja em "Modo seguro" (Safe Mode. Alguns servidores comerciais
+ costumam vir em modo seguro). Pode verificar as variáveis do PHP criando
+ um pequeno ficheiro que contenha
+
+e olhando para ele
+ usando o seu navegador we. Verifique o resultado e tente acceder novamente
+ à página de administração.</p>
+ <p>Avance até o fim da página e carregue no botão "Continuar".</p>
+ <p>A seguir verá uma outra página semelhante que configura as tabelas
+ usadas por cada módulo do Moodle. Igual que no caso anterior, todas as
+ mensagens de diagnóstico deverão aparecer em <font color="#006600">green</font>.</p>
+ <p>Avance até o fim da página e carregue no botão "Continuar".</p>
+ <p>Deverá agora aparecer um formulário onde pode definir mais variáveis
+ de configuração para a sua instalação como, por exemplo, a língua usada
+ por omissão, o nome do servidor SMTP, etc. Não se preocupe muito em tentar
+ conifugar tudo à primeira vez - poderá regressar a esta página sempre
+ que quiser, através da interface de administração, e experimentar
+ diferentes configurações. Avance até o fim da página e carregue no botão
+ "Gravar alterações".</p>
+ <p>Se não conseguir avançar para a frente dessa página (e unicamente nesse
+ caso), provavelmente o seu servidor tem o problema que eu chamo "referidor
+ defeituoso" ("buggy referrer"). Isso é fácil de corrigir: simplesmente
+ desactive a opção de "formulários seguros" (secureforms"),
+ e tente novamente.</p>
+ <p>A página seguinte é um formulário onde pode definir parâmetros para o
+ seu sítio Moodle e para a página principal, tais como o nome, formato,
+ descrição, etc. Complete esse forumlário (poderá sempre regressar mais
+ tarde e fazer alterações) e carregue em "Gravar alterações".</p>
+ <p>Finalmente, ser-lhe-á pedido para criar um utilizador administrador de
+ alto nivel para acesso futuro às páginas de administração. Complete a
+ informação com o seu próprio nome, endereço de correio electrónico, etc
+ e carregue em "Gravar alteraçãoes". Não todos os campos são
+ indispensáveis, mas se esquecer algum campo importante, voltará a aparecer
+ o formulário.
+ </p>
+ <blockquote>
+ <blockquote>
+ <blockquote>
+ <blockquote>
+ <blockquote>
+ <p><strong>Tenha o cuidade de lembrar o nome de utilizador e
+ a palavra chave que seleccionou para o administrador, já
+ que eles serão necessários para acceder as páginas de
+ administração em ocasiões futuras.</strong></p>
+ </blockquote>
+ </blockquote>
+ </blockquote>
+ </blockquote>
+ </blockquote>
+ <p>(Se por qualquer razão a sua instalação for interrompida, ou aparece algum
+ erro que lhe impeça entrar com a palavra chave do administrados, normalmente
+ poderá aceder com o nome de administrador por omissão,
+ "<strong>admin</strong>", com palavra chave
+ "<strong>admin</strong>".)</p>
+ <p>Uma vez concluido esse processo com éxito, ser-lhe-á apresentada a página
+ principal do seu sítio. Repare no menu de administração no lado esquerdo
+ da página (as mesmas alinhas no menu aparecem na página de administração)
+ - esse menu só é vissível para si por ter entrado como o administrador.
+ todas as configurações que tenha que fazer a partir de agora poderão
+ ser feitas a partir desse menu; por exemplo:</p>
+ <ul>
+ <li>criação e eliminação de disciplinas</li>
+ <li>criação e modificação de contas de utilizadores</li>
+ <li>gestão de contas de docentes</li>
+ <li>mudança de opções globais como o tema, língua, etc</li>
+ </ul>
+</blockquote>
+<p> </p>
+<h3 class="sectionheading"><a name="cron"></a>6. Configuração do cron</h3>
+<blockquote>
+ <p>Algum dos módulos do Moodle precisam de verificações frequentes para
+ realizar algumas tarefas. Por exemplo, Moodle precisa verificar os
+ foruns de discusão para saber se é preciso enviar por correio cópias de
+ novas contribuições, aos assinantes do forum.</p>
+ <p>O script que executa essas tarefas de rutina encontra-se no directório
+ admin, com o nome cron.php. No entanto, ele não pode arrancar por si
+ próprio, mas será preciso instalar um mecanismo para que o script seja
+ executado a intervalos regulares (por exemplo, cada 5 ou 10 minutos).
+ Mecanismo esse que constitui as pulsações necessárias para que o script
+ possa executar as tarefas definidas por cada módulo.</p>
+ <p>De salientar que a máquina que execute o cron <b>não tem que ser a
+ mesma máquina onde Moodle está instalado</b>. Por exemplo, se tiver
+ um fornecedor web com limitações, que não tem o programa cron, poderá
+ decidir executar cron em outra máquina ou até no seu computador em casa.
+ O único que interessa é que o ficheiro cron.php seja invocado regularmente.
+ </p>
+ A carga imposta por esse script não é muito elevada, de maneira que 5
+ minutos é um intervalo de tempo razoável, mas se estiver priocupado
+ ao respeito pode reduzir o intervalo para 15 ou até 30 minutos. Convém
+ não usar intervalos de tempo muito compridos, já que o atraso no envio
+ de mensagens de correio pode diminuir o nivel de actividade da disciplina.
+ </p>
+ <p>Primeiro que tudo, teste o script executando-o directamente a partir
+ do seu navegador:</p>
+ <blockquote>
+ <pre>http://exemplo.com/moodle/admin/cron.php</pre>
+ </blockquote>
+ <p>A seguir, tem que instalar algum mecanismo para executar o script
+ automaticamente, a intervalos regulares.</p>
+ <h4>Execução do script a partir da linha de comandos</h4>
+ <p>Pode invocar a página a partir da linha de comandos, tal como fez
+ no exemplo acima. Por exemplo, pode usar algum programa do Unix como
+ 'wget':</p>
+ <blockquote>
+ <pre>wget -q -O /dev/null http://exemplo.com/moodle/admin/cron.php</pre>
+ </blockquote>
+ <p>Repare nesse exemplo que a saida do comando é deitada fora (para
+ /dev/null).</p>
+ <p>A mesma coisa usando lynx:</p>
+ <blockquote>
+ <pre>lynx -dump http://exemplo.com/moodle/admin/cron.php > /dev/null</pre>
+ </blockquote>
+ <p>Em forma alternativa, pode usar uma versão autonoma do PHP, compilada
+ para poder ser executada directamente a partir da linha de comandos. A
+ vantagem em fazer isso será que os estatísticas de acesso a o servidor
+ não serão preenchidas com pedidos constantes do script cron.php. A
+ desvantagem é que precisará ter acesso a uma versão de PHP para linha de
+ comandos.</p>
+ <blockquote>
+ <pre>/opt/bin/php /web/moodle/admin/cron.php
+
+(Windows) C:apachephpphp.exe C:apachehtdocsmoodleadmincron.php
+</pre>
+ </blockquote>
+ <h4>Execução automatica do script cada 5 minutos</h4>
+ <p><b>Em sistemas Unix</b>: Use <b>cron</b>. Edite a sua configuração do
+ cron, a partir da linha de comando usando "crontab -e" e
+ adicione uma linha que diga:</p>
+ <blockquote>
+ <pre>*/5 * * * * wget -q -O /dev/null http://exemplo.com/moodle/admin/cron.php</pre>
+ </blockquote>
+ <p>Usualmente, o comando "contrab" abrirá o editor 'vi'. No editor 'vi'
+ acceda ao modo de inserção carregando na tecla do "i", escreva a linha
+ que acabamos de sugerir, e finalmente saia do modo de inserção carregando
+ em ESC. Pode gravar e sair se escrever ":wq", ou sair sem gravar nenhuma
+ alteração, se escrever ":q!" (sem as aspas).</p>
+ <p><b>Em sistemas Windows</b>: A forma mais fácil consiste em usar este
+ pequeno pacote: <a href="http://moodle.org/download/moodle-cron-for-windows.zip" title="Click ara
+ copiar este progama (150k)" target="_blank">moodle-cron-for-windows.zip</a>
+ que torna esse proceso muito simples. Pode também explorar a possibilidade
+ de usar funcionalidades próprias do Windows para Tarefas Programadas.</p>
+ <p>Em servidores web de fornecedores de serviços: O painel de controlo do
+ seu sistema de web poderá ter uma página que lhe permita programar esse
+ procedimento. Pergunte pormenores ao seu administrador.</p>
+ <p></p>
+</blockquote>
+<h3 class="sectionheading"><a name="course"></a>7. Criação de uma nova disciplina</h3>
+<blockquote>
+ <p>Agora que a sua instalação do Moodle funciona adequadamente, poderá criar
+ uma disciplina.</p>
+ <p>Seleccione "Criar uma noa disciplina" a partir da página de
+ administração (ou a partir dos enlaces na página principal).</p>
+ <p>Complete o formulário, prestantdo especial atenção para o formato da
+ disciplina. Não tem que se preocupar muito com os pormenores neste
+ momento, já que todo poderá ser alterado mais tarde pelos docentes
+ da disciplina.</p>
+ <p>Carregue em "Gravar alterações", e será conduzido para
+ um novo formulário onde poderá designar docentes para a disciplina.
+ Esse formulário só permite adicionar contas de utilizadores já existentes
+ - se quiser criar novas contas de professores, peça ao próprio docente
+ para criar uma conta pessoal (ver a página de acesso), ou criar uma conta
+ para ele por meio da opção "Adicionar novo utilizador" na página
+ de administração.</p>
+ <p>Uma vez criada, a disciplna está pronta para ser modificada e estará
+ acessível através sa secção de "Disciplinas" na página
+ principal.</p>
+ <p>Para mais pormenores sobre o processo de criação de disciplinas,
+ consulte o "<a href="./?file=teacher.html">Manual do Professor</a>"</p>
+</blockquote>
+<p> </p>
+<p align="center"><font size="1"><a href="." target="_top">Documentação de
+Moodle</a></font></p>
+<p align="center"><font size="1">Version: $Id$</font></p>
+</body>
View
323 lang/pt/docs/installamp.html
@@ -1,161 +1,164 @@
-<head>
- <title>Documentação do Moodle: Instalação de PHP e MySQL</title>
- <link rel="stylesheet" href="docstyles.css" type="TEXT/CSS">
- <meta http-equiv="Content-Type" content="text/html; charset=iso-8859-1">
-</head>
-
-<body bgcolor="#FFFFFF">
-<h1>Instalação de Apache, MySQL e PHP</h1>
-<blockquote>
- <p>O Moodle está escrito numa linguagem de programação chamada PHP, e guarda a maior parte da sua informação numa base de dados. A base de dados que recomendamos é o MySQL. Antes de instalar o Moodle, é necessário ter uma instalação de PHP e uma base de dados funcional para que seja possível transformar o seu computador num servidor web funcional. Estes pacotes podem ser difíceis de instalar para o utilizador médio - por isso foi escrita esta página, para ajudar a tornar este processo tão simples quanto possível para diferentes plataformas:</p>
- <ul>
- <li><a href="#host" class="questionlink">Serviço de Alojamento</a></li>
- <li><a href="#mac" class="questionlink">Mac OS X</a></li>
- <li><a href="#redhat" class="questionlink">Redhat Linux</a></li>
- <li><a href="#windows" class="questionlink">Windows</a></li>
- </ul>
- <p class="questionlink">&nbsp;</p>
- <h3 class="sectionheading"><a name="host" id="host"></a>Serviço de Alojamento</h3>
- <blockquote>
- <p>Infelizmente, os serviços de alojamento funcionam de forma bastante diversa. Alguns até farão a instalação do Moodle por si.</p>
- <p>A maioria deve oferecer uma forma de painel de controlo baseado na web, que lhe permita criar uma base de dados e definir um cron. Alguns até podem fornecer acesso de terminal via ssh, de forma a que possa utilizar a linha de comandos para proceder à instalação.</p>
- <p>Deve fazer a instalação seguindo passo a passo a <a href="./?file=install.html">Instalação do Moodle</a>. Faça perguntas a quem lhe fornece o serviço de alojamento se tiver dificuldades.</p>
- <p>&nbsp;</p>
- </blockquote>
- <h3 class="sectionheading"><a name="mac" id="mac"></a>Mac OS X</h3>
- <blockquote>
- <p>A forma mais fácil de proceder à instalação é usar o servidor Apache que a Apple fornece, e acrescentar o PHP e o MySQL usando os pacotes de Marc Liyanage. As seguintes ligações contêm instruções fáceis de seguir, que não serão aqui replicadas:</p>
- <blockquote>
- <p><strong>PHP</strong>: Pode ser obtido aqui: <a href="http://www.entropy.ch/software/macosx/php/" target="_top">http://www.entropy.ch/software/macosx/php/</a></p>
- <p><strong>MySQL</strong>: Pode ser obtido aqui: <a href="http://www.entropy.ch/software/macosx/mysql/" target="_top">http://www.entropy.ch/software/macosx/mysql/</a></p>
- </blockquote>
- <p>Depois de estes pacotes estarem instalados a <a href="./?file=install.html">Instalação do Moodle</a> deve ser razoavelmente simples.</p>
- <p>Um guia passo-a-passo mais detalhado pode ser encontrado aqui: <a href="http://moodle.org/wiki/index.php/InstallingMoodle">http://moodle.org/wiki/index.php/InstallingMoodle</a></p>
- <p>&nbsp;</p>
- </blockquote>
- <h3 class="sectionheading"><a name="redhat"></a>Redhat Linux</h3>
- <blockquote>
- <p>Deve instalar todos os pacotes RPM disponíveis para o Apache, PHP e MySQL.
- Um pacote de que as pessoas frequentemente se esquecem é o pacote php-mysql, que é necessário para que o PHP consiga falar com o MySQL.</p>
- <p>Depois de instalados, a <a href="./?file=install.html">Instalação do Moodle</a> deve ser relativamente simples.</p>
- <p>Um guia passo-a-passo mais detalhado pode ser encontrado aqui: <a href="http://moodle.org/wiki/index.php/InstallingMoodle">http://moodle.org/wiki/index.php/InstallingMoodle</a></p>
- </blockquote>
- <p>&nbsp;</p>
- <h3 class="sectionheading"><a name="windows" id="windows"></a>Windows</h3>
- <blockquote>
- <p>A forma mais fácil de instalar tudo o que precisa é usar <a href="http://www.easyphp.org/" target="_blank">EasyPHP</a>, um pacote que inclui todo o software que precisa numa única aplicação para Windows.
- Eis os passos a seguir:</p>
- <ol>
- <li>Primeiro, se já instalou MySQL anteriormente (em forma isolada ou
- como parte de outro pacote), desinstale-o, apague todos os ficheiros do
- MySQL e assegure-se de apagar <strong>c:\my.cnf</strong> e
- <strong>c:\windows\my.ini</strong>. Poderá ser conveniente procurar
- qualquer ficheiro com nome <strong>my.cnf</strong>
- ou <strong>my.ini</strong>;</li>
- <li>Se alguma vez instalou PHP anteriormente, apague do seu directório
- do Windows quaisquer ficheiros com nome <strong>php4ts.dll</strong>,
- assim como qualquer ficheiro <strong>php.ini</strong>;</li>
- <li>Obtenha uma cópia do código do EasyPHP a partir de: <a href="http://www.easyphp.org/telechargements/dn.php?F=easyphp1-7">http://www.easyphp.org/telechargements/dn.php?F=easyphp1-7</a>
- (aproximadamente 10 Mb);</li>
- <li>Execute o ficheiro: <strong>easyphp1-7_setup.exe</strong>. O processo
- de instalação é em francês, mas é muito similar à instalação de qualquer
- outro programa em Windows - sugiro que aceite todos os valores
- predefinidos e avance pelos passos do processo de instalação. Repare que
- &quot;Suivant&quot; significa Próximo e &quot;Oui&quot; significa
- Sim;</li>
- <li>No fim do processo de instalação, deixe seleccionada a caixa que diz
- &quot;Lancer EasyPHP&quot; (Iniciar EasyPHP) e carregue no botão
- &quot;Terminer&quot;. Poderá aparecer uma página web com informações
- que pode ignorar;</li>
- <li>Se tudo correu bem, parabéns! Já tem Apache, PHP e MySQL instalados
- e a funcionarem! Deverá ver um E preto na sua barra de ferramentas. Pode
- carregar nele com o botão direito do rato para aceder a um menu que lhe
- permite controlar os programas em execução;</li>
- <li>Alguma informação poderão estar em francês. Se preferir que apareça
- em inglês, pode copiar o ficheiro <a href="http://www.easyphp.org/telechargements/dn.php?F=indexUS_1.7">http://www.easyphp.org/telechargements/dn.php?F=indexUS_1.7</a>
- o qual contém versões inglesas dos subdirectórios www e home no
- directório EasyPHP1-7. Esses ficheiros podem ser copiados por cima
- dos ficheiros em francês;</li>
- <li>A seguir, deverá preparar uma base de dados a ser usada por Moodle.
- Carregue no E preto, na barra de ferramentas, com o botão direito do
- rato, seleccione Administração, e carregue sobre DB Management (a lado
- de PHPMyAdmin);</li>
- <li>Quando lhe for pedido um nome de utilizador, use
- &quot;<strong>root</strong>&quot; com <strong>palavra chave em
- branco</strong>. Deverá ver uma interface do phpMyAdmin que lhe permite
- criar novas bases de dados e contas de utilizadores;</li>
- <li>Crie uma nova base de dados escrevendo &quot;moodle&quot; no campo
- do nome e carregando no botão &quot;Create&quot;. Isso foi fácil!</li>
- <li>Se quiser, pode também criar um novo utilizador para aceder à base
- de dados do Moodle. Essa tarefa poderá ser um pouco complexa para um
- utilizador inexperiente, assim que pode continuar a usar o utilizador
- &quot;root&quot; já existente, sem palavra chave, e modificar essa
- informação mais logo;</li>
- <li>Já tem o que precisa para instalar Moodle! Obtenha uma cópia da
- versão mais recente do Moodle a partir de <a href="http://moodle.org/download" target="_blank">http://moodle.org/download</a>,
- e descomprima o ficheiro zip;</li>
- <li>Copie os ficheiros do Moodle para
- <strong>C:\Program Files\EasyPHP\www</strong>. Pode copiar o directório
- completo (por exemplo C:\Program Files\EasyPHP\www\moodle) ou todo o
- <em>conteúdo</em> do directório moodle. Se optar pela segunda opção,
- deverá poder aceder a sua página usando http://localhost/ em vez de
- http://localhost/moodle/;</li>
- <li>Crie um novo directório vazio em alguma parte, onde Moodle copiará
- os ficheiros recebidos; por exemplo: <strong>C:\moodledata</strong>;</li>
- <li>Entre no seu directório do Moodle. Faça uma copia de config-dist.php,
- e mude-lhe o nome para config.php;</li>
- <li>Edite o ficheiro config.php usando algum editor de texto (Notepad
- serve, mas tenha cuidado de não introduzir espaço em branco adicional
- no fim de cada linha);</li>
- <li>Escreva a informação sobre a sua nova base de dados:<br />
- $CFG-&gt;dbtype = 'mysql';<br />
- $CFG-&gt;dbhost = 'localhost';<br />
- $CFG-&gt;dbname = 'moodle';<br />
- $CFG-&gt;dbuser = 'root'; <br />
- $CFG-&gt;dbpass = '';<br />
- $CFG-&gt;dbpersist = true;<br />
- $CFG-&gt;prefix = 'mdl_';</li>
- <li>E o caminho completo dos seus ficheiros:<br />
- $CFG-&gt;wwwroot = 'http://localhost/moodle'; // Pode usar endereço externo se tiver algum. <br />
- $CFG-&gt;dirroot = 'C:\Program Files\EasyPHP\www\moodle'; <br />
- $CFG-&gt;dataroot = 'C:\moodledata';</li>
- <li>Grave o novo ficheiro config.php - pode ignorar outras opções que
- existam no ficheiro;</li>
- <li>A instalação está quase concluída! O resto do processo é
- feito através das páginas web. Aceda à página
- <a href="http://localhost/moodle/admin/" target="_blank">http://localhost/moodle/admin/</a>
- com o seu navegador Web, para continuar com o processo de instalação;</li>
- <li>Para usar ficheiros ZIP em Moodle (por exemplo para as cópias de
- segurança usa-se zip) poderá ser preciso activar &quot;zlib&quot;.
- Isso pode ser feito entrando no directório do EasyPHP
- (<strong>C:\Program Files\EasyPHP</strong>) e executando o programa
- phpini.exe nesse directório. Seleccione a caixa ao lado de
- &quot;zlib.dll&quot;. Feche essa janela, carregue com o botão direito
- do rato sobre o E preto na barra de ferramentas para aceder o menu, e
- seleccione &quot;Restart&quot;;</li>
- <li>Finalmente, precisa de configurar algum tipo de &quot;cron&quot;.
- Consulte os pormenores no
- <a href="./?file=install.html">Guia de Instalação</a>.</li>
- </ol>
- <p>Se não puder usar o EasyPHP, aqui tem algumas dicas para evitar alguns
- problemas comuns na configuração do PHP:</p>
- <ul>
- <li>Assegure-se de activar o módulo GD para que Moodle possa processar
- imagens - poderá ser preciso editar php.ini removendo o comentário
- (;) na linha que diz: 'extension=php_gd2.dll';
- </li>
- <li>Verifique que o módulo Zlib está activo para poder comprimir e
- descomprimir ficheiros zip em Moodle;</li>
- <li>Assegure-se que &quot;sessions&quot; está activo - pode precisar de
- editar php.ini e preparar o directório <strong>session.save_path</strong>
- - em vez do valor por omissão "/tmp", use um directório do Windows,
- por exemplo "c:/temp".</li>
- </ul>
- <p>&nbsp;</p>
- </blockquote>
-</blockquote>
-<p align="CENTER"><font size="1"><a href="." target="_top">Documentação do Moodle</a></font></p>
-<p align="CENTER"><font size="1">Version: $Id$</font></p>
-
-</body>
+<!DOCTYPE html PUBLIC "-//W3C//DTD XHTML 1.0 Transitional//EN"
+ "http://www.w3.org/TR/xhtml1/DTD/xhtml1-transitional.dtd">
+<html xmlns="http://www.w3.org/1999/xhtml">
+<head>
+ <title>Documentação do Moodle: Instalação de PHP e MySQL</title>
+ <link rel="stylesheet" href="docstyles.css" type="TEXT/CSS" />
+ <meta http-equiv="Content-Type" content="text/html; charset=iso-8859-1" />
+</head>
+
+<body>
+<h1>Instalação de Apache, MySQL e PHP</h1>
+<blockquote>
+ <p>O Moodle está escrito numa linguagem de programação chamada PHP, e guarda a maior parte da sua informação numa base de dados. A base de dados que recomendamos é o MySQL. Antes de instalar o Moodle, é necessário ter uma instalação de PHP e uma base de dados funcional para que seja possível transformar o seu computador num servidor web funcional. Estes pacotes podem ser difíceis de instalar para o utilizador médio - por isso foi escrita esta página, para ajudar a tornar este processo tão simples quanto possível para diferentes plataformas:</p>
+ <ul>
+ <li><a href="#host" class="questionlink">Serviço de Alojamento</a></li>
+ <li><a href="#mac" class="questionlink">Mac OS X</a></li>
+ <li><a href="#redhat" class="questionlink">Redhat Linux</a></li>
+ <li><a href="#windows" class="questionlink">Windows</a></li>
+ </ul>
+ <p class="questionlink"> </p>
+ <h3 class="sectionheading"><a name="host" id="host"></a>Serviço de Alojamento</h3>
+ <blockquote>
+ <p>Infelizmente, os serviços de alojamento funcionam de forma bastante diversa. Alguns até farão a instalação do Moodle por si.</p>
+ <p>A maioria deve oferecer uma forma de painel de controlo baseado na web, que lhe permita criar uma base de dados e definir um cron. Alguns até podem fornecer acesso de terminal via ssh, de forma a que possa utilizar a linha de comandos para proceder à instalação.</p>
+ <p>Deve fazer a instalação seguindo passo a passo a <a href="./?file=install.html">Instalação do Moodle</a>. Faça perguntas a quem lhe fornece o serviço de alojamento se tiver dificuldades.</p>
+ <p> </p>
+ </blockquote>
+ <h3 class="sectionheading"><a name="mac" id="mac"></a>Mac OS X</h3>
+ <blockquote>
+ <p>A forma mais fácil de proceder à instalação é usar o servidor Apache que a Apple fornece, e acrescentar o PHP e o MySQL usando os pacotes de Marc Liyanage. As seguintes ligações contêm instruções fáceis de seguir, que não serão aqui replicadas:</p>
+ <blockquote>
+ <p><strong>PHP</strong>: Pode ser obtido aqui: <a href="http://www.entropy.ch/software/macosx/php/" target="_top">http://www.entropy.ch/software/macosx/php/</a></p>
+ <p><strong>MySQL</strong>: Pode ser obtido aqui: <a href="http://www.entropy.ch/software/macosx/mysql/" target="_top">http://www.entropy.ch/software/macosx/mysql/</a></p>
+ </blockquote>
+ <p>Depois de estes pacotes estarem instalados a <a href="./?file=install.html">Instalação do Moodle</a> deve ser razoavelmente simples.</p>
+ <p>Um guia passo-a-passo mais detalhado pode ser encontrado aqui: <a href="http://moodle.org/wiki/index.php/InstallingMoodle">http://moodle.org/wiki/index.php/InstallingMoodle</a></p>
+ <p> </p>
+ </blockquote>
+ <h3 class="sectionheading"><a name="redhat"></a>Redhat Linux</h3>
+ <blockquote>
+ <p>Deve instalar todos os pacotes RPM disponíveis para o Apache, PHP e MySQL.
+ Um pacote de que as pessoas frequentemente se esquecem é o pacote php-mysql, que é necessário para que o PHP consiga falar com o MySQL.</p>
+ <p>Depois de instalados, a <a href="./?file=install.html">Instalação do Moodle</a> deve ser relativamente simples.</p>
+ <p>Um guia passo-a-passo mais detalhado pode ser encontrado aqui: <a href="http://moodle.org/wiki/index.php/InstallingMoodle">http://moodle.org/wiki/index.php/InstallingMoodle</a></p>
+ </blockquote>
+ <p> </p>
+ <h3 class="sectionheading"><a name="windows" id="windows"></a>Windows</h3>
+ <blockquote>
+ <p>A forma mais fácil de instalar tudo o que precisa é usar <a href="http://www.easyphp.org/" target="_blank">EasyPHP</a>, um pacote que inclui todo o software que precisa numa única aplicação para Windows.
+ Eis os passos a seguir:</p>
+ <ol>
+ <li>Primeiro, se já instalou MySQL anteriormente (em forma isolada ou
+ como parte de outro pacote), desinstale-o, apague todos os ficheiros do
+ MySQL e assegure-se de apagar <strong>c:my.cnf</strong> e
+ <strong>c:windowsmy.ini</strong>. Poderá ser conveniente procurar
+ qualquer ficheiro com nome <strong>my.cnf</strong>
+ ou <strong>my.ini</strong>;</li>
+ <li>Se alguma vez instalou PHP anteriormente, apague do seu directório
+ do Windows quaisquer ficheiros com nome <strong>php4ts.dll</strong>,
+ assim como qualquer ficheiro <strong>php.ini</strong>;</li>
+ <li>Obtenha uma cópia do código do EasyPHP a partir de: <a href="http://www.easyphp.org/telechargements/dn.php?F=easyphp1-7">http://www.easyphp.org/telechargements/dn.php?F=easyphp1-7</a>
+ (aproximadamente 10 Mb);</li>
+ <li>Execute o ficheiro: <strong>easyphp1-7_setup.exe</strong>. O processo
+ de instalação é em francês, mas é muito similar à instalação de qualquer
+ outro programa em Windows - sugiro que aceite todos os valores
+ predefinidos e avance pelos passos do processo de instalação. Repare que
+ "Suivant" significa Próximo e "Oui" significa
+ Sim;</li>
+ <li>No fim do processo de instalação, deixe seleccionada a caixa que diz
+ "Lancer EasyPHP" (Iniciar EasyPHP) e carregue no botão
+ "Terminer". Poderá aparecer uma página web com informações
+ que pode ignorar;</li>
+ <li>Se tudo correu bem, parabéns! Já tem Apache, PHP e MySQL instalados
+ e a funcionarem! Deverá ver um E preto na sua barra de ferramentas. Pode
+ carregar nele com o botão direito do rato para aceder a um menu que lhe
+ permite controlar os programas em execução;</li>
+ <li>Alguma informação poderão estar em francês. Se preferir que apareça
+ em inglês, pode copiar o ficheiro <a href="http://www.easyphp.org/telechargements/dn.php?F=indexUS_1.7">http://www.easyphp.org/telechargements/dn.php?F=indexUS_1.7</a>
+ o qual contém versões inglesas dos subdirectórios www e home no
+ directório EasyPHP1-7. Esses ficheiros podem ser copiados por cima
+ dos ficheiros em francês;</li>
+ <li>A seguir, deverá preparar uma base de dados a ser usada por Moodle.
+ Carregue no E preto, na barra de ferramentas, com o botão direito do
+ rato, seleccione Administração, e carregue sobre DB Management (a lado
+ de PHPMyAdmin);</li>
+ <li>Quando lhe for pedido um nome de utilizador, use
+ "<strong>root</strong>" com <strong>palavra chave em
+ branco</strong>. Deverá ver uma interface do phpMyAdmin que lhe permite
+ criar novas bases de dados e contas de utilizadores;</li>
+ <li>Crie uma nova base de dados escrevendo "moodle" no campo
+ do nome e carregando no botão "Create". Isso foi fácil!</li>
+ <li>Se quiser, pode também criar um novo utilizador para aceder à base
+ de dados do Moodle. Essa tarefa poderá ser um pouco complexa para um
+ utilizador inexperiente, assim que pode continuar a usar o utilizador
+ "root" já existente, sem palavra chave, e modificar essa
+ informação mais logo;</li>
+ <li>Já tem o que precisa para instalar Moodle! Obtenha uma cópia da
+ versão mais recente do Moodle a partir de <a href="http://moodle.org/download" target="_blank">http://moodle.org/download</a>,
+ e descomprima o ficheiro zip;</li>
+ <li>Copie os ficheiros do Moodle para
+ <strong>C:Program FilesEasyPHPwww</strong>. Pode copiar o directório
+ completo (por exemplo C:Program FilesEasyPHPwwwmoodle) ou todo o
+ <em>conteúdo</em> do directório moodle. Se optar pela segunda opção,
+ deverá poder aceder a sua página usando http://localhost/ em vez de
+ http://localhost/moodle/;</li>
+ <li>Crie um novo directório vazio em alguma parte, onde Moodle copiará
+ os ficheiros recebidos; por exemplo: <strong>C:moodledata</strong>;</li>
+ <li>Entre no seu directório do Moodle. Faça uma copia de config-dist.php,
+ e mude-lhe o nome para config.php;</li>
+ <li>Edite o ficheiro config.php usando algum editor de texto (Notepad
+ serve, mas tenha cuidado de não introduzir espaço em branco adicional
+ no fim de cada linha);</li>
+ <li>Escreva a informação sobre a sua nova base de dados:<br />
+ $CFG->dbtype = 'mysql';<br />
+ $CFG->dbhost = 'localhost';<br />
+ $CFG->dbname = 'moodle';<br />
+ $CFG->dbuser = 'root'; <br />
+ $CFG->dbpass = '';<br />
+ $CFG->dbpersist = true;<br />
+ $CFG->prefix = 'mdl_';</li>
+ <li>E o caminho completo dos seus ficheiros:<br />
+ $CFG->wwwroot = 'http://localhost/moodle'; // Pode usar endereço externo se tiver algum. <br />
+ $CFG->dirroot = 'C:Program FilesEasyPHPwwwmoodle'; <br />
+ $CFG->dataroot = 'C:moodledata';</li>
+ <li>Grave o novo ficheiro config.php - pode ignorar outras opções que
+ existam no ficheiro;</li>
+ <li>A instalação está quase concluída! O resto do processo é
+ feito através das páginas web. Aceda à página
+ <a href="http://localhost/moodle/admin/" target="_blank">http://localhost/moodle/admin/</a>
+ com o seu navegador Web, para continuar com o processo de instalação;</li>
+ <li>Para usar ficheiros ZIP em Moodle (por exemplo para as cópias de
+ segurança usa-se zip) poderá ser preciso activar "zlib".
+ Isso pode ser feito entrando no directório do EasyPHP
+ (<strong>C:Program FilesEasyPHP</strong>) e executando o programa
+ phpini.exe nesse directório. Seleccione a caixa ao lado de
+ "zlib.dll". Feche essa janela, carregue com o botão direito
+ do rato sobre o E preto na barra de ferramentas para aceder o menu, e
+ seleccione "Restart";</li>
+ <li>Finalmente, precisa de configurar algum tipo de "cron".
+ Consulte os pormenores no
+ <a href="./?file=install.html">Guia de Instalação</a>.</li>
+ </ol>
+ <p>Se não puder usar o EasyPHP, aqui tem algumas dicas para evitar alguns
+ problemas comuns na configuração do PHP:</p>
+ <ul>
+ <li>Assegure-se de activar o módulo GD para que Moodle possa processar
+ imagens - poderá ser preciso editar php.ini removendo o comentário
+ (;) na linha que diz: 'extension=php_gd2.dll';
+ </li>
+ <li>Verifique que o módulo Zlib está activo para poder comprimir e
+ descomprimir ficheiros zip em Moodle;</li>
+ <li>Assegure-se que "sessions" está activo - pode precisar de
+ editar php.ini e preparar o directório <strong>session.save_path</strong>
+ - em vez do valor por omissão "/tmp", use um directório do Windows,
+ por exemplo "c:/temp".</li>
+ </ul>
+ <p> </p>
+ </blockquote>
+</blockquote>
+<p align="center"><font size="1"><a href="." target="_top">Documentação do Moodle</a></font></p>
+<p align="center"><font size="1">Version: $Id$</font></p>
+
+</body>
</html>
View
99 lang/pt/docs/intro.html
@@ -1,49 +1,50 @@
-<!DOCTYPE html PUBLIC "-//W3C//DTD HTML 4.01 Transitional//EN">
-<html>
-<head>
-
-<title>ocumentação do Moodle: Introdução</title>
-
-<link rel="stylesheet" href="docstyles.css" type="TEXT/CSS">
-
-<meta http-equiv="Content-Type" content="text/html; charset=iso-8859-1">
-</head>
-<body bgcolor="#ffffff">
-
-<h1>Introdução</h1>
-<blockquote>
- <p>Moodle é um pacote de software para produzir disciplinas baseadas na
- Internet e sítios Web. Trata-se de um projecto em desenvolvimento que
- visa criar a base para um esquema educativo baseado no
- <a href="?file=philosophy.html">constructivismo social</a>.</p>
- <p>Moodle distribui-se livremente na forma de <a href="http://www.opensource.org/docs/definition_plain.html" target="_top">
- Open Source</a> (sob a licença de Sofware Livre <a href="http://www.gnu.org/copyleft/gpl.html" target="_top">
- GNU Public License</a>). Em breve, isto quer dizer que os direitos de autor
- estão protegidos, mas você tem liberdades adicionais: pode copiar o software,
- usá-lo e modificá-lo, sempre e quando <strong>forneça o código fonte a
- outros</strong>, <strong>não modifique ou retire as notas de
- copyright</strong>, e <strong>use o mesmo tipo de licença livre para
- qualquer software que produza baseado neste</strong>. Por favor consulte
- mais pormenores no texto da licença e contacte directamente o
- <a href="http://moodle.org/user/view.php?id=1&course=1">proprietário do
- copyright</a> se ainda tiver alguma questão.
-</p>
-<p>Moodle poderá ser executado em qualquer plataforma que admita <a href="http://www.php.net/" target="_top">PHP</a>, e que possa suportar
- algum de entre vários tipos de bases de dados (em particular <a href="http://www.mysql.com/" target="_top">MySQL</a>).</p>
-<p>A palavra Moodle referia-se originalmente ao acrónimo: "Modular
- Object-Oriented Dynamic Learning Environment", que é especialmente
- significativo para programadores e investigadores da área da educação.&nbsp;
- Em inglês a palavra Moodle é também um verbo que descreve a acção que, com
- frequência conduz a resultados criativos, de deambular com preguiça, enquanto
- se faz com gosto o que for aparecendo para fazer. Assim, o nome Moodle
- aplica-se tanto à forma como foi feito, como à forma como um aluno ou
- docente se envolve numa disciplina "em-linha". Quen utilizar o Moodle
- designa-se de Moodler.</p>
- <p>Venha <a href="http://moodle.org/community/" target="_top">"moodlar" connosco</a>!</p>
-</blockquote>
-<p><br />
-</p>
-<p align="CENTER"><font size="1"><a href="." target="_top">Documentação do Moodle</a></font></p>
-<p align="CENTER"><font size="1">Version: $Id$</font></p>
-</body>
-</html>
+<!DOCTYPE html PUBLIC "-//W3C//DTD XHTML 1.0 Transitional//EN"
+ "http://www.w3.org/TR/xhtml1/DTD/xhtml1-transitional.dtd">
+<html xmlns="http://www.w3.org/1999/xhtml">
+<head>
+
+<title>ocumentação do Moodle: Introdução</title>
+
+<link rel="stylesheet" href="docstyles.css" type="TEXT/CSS" />
+
+<meta http-equiv="Content-Type" content="text/html; charset=iso-8859-1" />
+</head>
+<body bgcolor="#ffffff">
+
+<h1>Introdução</h1>
+<blockquote>
+ <p>Moodle é um pacote de software para produzir disciplinas baseadas na
+ Internet e sítios Web. Trata-se de um projecto em desenvolvimento que
+ visa criar a base para um esquema educativo baseado no
+ <a href="?file=philosophy.html">constructivismo social</a>.</p>
+ <p>Moodle distribui-se livremente na forma de <a href="http://www.opensource.org/docs/definition_plain.html" target="_top">
+ Open Source</a> (sob a licença de Sofware Livre <a href="http://www.gnu.org/copyleft/gpl.html" target="_top">
+ GNU Public License</a>). Em breve, isto quer dizer que os direitos de autor
+ estão protegidos, mas você tem liberdades adicionais: pode copiar o software,
+ usá-lo e modificá-lo, sempre e quando <strong>forneça o código fonte a
+ outros</strong>, <strong>não modifique ou retire as notas de
+ copyright</strong>, e <strong>use o mesmo tipo de licença livre para
+ qualquer software que produza baseado neste</strong>. Por favor consulte
+ mais pormenores no texto da licença e contacte directamente o
+ <a href="http://moodle.org/user/view.php?id=1&course=1">proprietário do
+ copyright</a> se ainda tiver alguma questão.
+</p>
+<p>Moodle poderá ser executado em qualquer plataforma que admita <a href="http://www.php.net/" target="_top">PHP</a>, e que possa suportar
+ algum de entre vários tipos de bases de dados (em particular <a href="http://www.mysql.com/" target="_top">MySQL</a>).</p>
+<p>A palavra Moodle referia-se originalmente ao acrónimo: "Modular
+ Object-Oriented Dynamic Learning Environment", que é especialmente
+ significativo para programadores e investigadores da área da educação.
+ Em inglês a palavra Moodle é também um verbo que descreve a acção que, com
+ frequência conduz a resultados criativos, de deambular com preguiça, enquanto
+ se faz com gosto o que for aparecendo para fazer. Assim, o nome Moodle
+ aplica-se tanto à forma como foi feito, como à forma como um aluno ou
+ docente se envolve numa disciplina "em-linha". Quen utilizar o Moodle
+ designa-se de Moodler.</p>
+ <p>Venha <a href="http://moodle.org/community/" target="_top">"moodlar" connosco</a>!</p>
+</blockquote>
+<p><br />
+</p>
+<p align="center"><font size="1"><a href="." target="_top">Documentação do Moodle</a></font></p>
+<p align="center"><font size="1">Version: $Id$</font></p>
+</body>
+</html>
View
81 lang/pt/docs/licence.html
@@ -1,40 +1,41 @@
-<!DOCTYPE html PUBLIC "-//W3C//DTD HTML 4.01 Transitional//EN">
-<html>
-<head>
-
-<title>Documentação do Moodle: Licença de Copyright</title>
-
-<link rel="stylesheet" href="docstyles.css" type="TEXT/CSS">
-
-<meta http-equiv="Content-Type" content="text/html; charset=iso-8859-1">
-</head>
-<body bgcolor="#ffffff">
-
-<h1>Licença de Copyright de Moodle</h1>
-<blockquote>
- <p>O nome <strong>Moodle&#8482;</strong> é uma marca registada por
- <em>The Moodle Trust</em>.<br />
- Tem permissão para usar este nome para qualquer actividade relacionada com o
- software Moodle descrito abaixo.</p>
- <p>O software Moodle é Copyright de <a href="http://dougiamas.com/">Martin
- Dougiamas</a>, &copy; 1999-2004.</p>
- <p>Este programa é software livre; pode redistribuí-lo e/ou modificá-lo sob
- os termos da <em>GNU General Public License</em> como publicada pela Free
- Software Foundation; tanto a versão 2 da Licença, ou (como opção) qualquer
- versão posterior.</p>
- <p>Este programa é distribuído na esperança de que irá ser útil, mas SEM
- QUALQUER GARANTIA; sem sequer a garantia implícita de COMERCIABILIDADE ou
- APTIDÃO PARA UM CERTO PROPÓSITO. Consulte a <em>GNU General Public
- License</em> para mais detalhes (anexa abaixo).
- </p>
- <hr width="100%" size="2">
- <br>
-
- <pre> GNU GENERAL PUBLIC LICENSE<br> Version 2, June 1991<br><br> Copyright (C) 1989, 1991 Free Software Foundation, Inc.<br> 59 Temple Place, Suite 330, Boston, MA 02111-1307 USA<br> Everyone is permitted to copy and distribute verbatim copies<br> of this license document, but changing it is not allowed.<br><br> Preamble<br><br> The licenses for most software are designed to take away your<br>freedom to share and change it. By contrast, the GNU General Public<br>License is intended to guarantee your freedom to share and change free<br>software--to make sure the software is free for all its users. This<br>General Public License applies to most of the Free Software<br>Foundation's software and to any other program whose authors commit to<br>using it. (Some other Free Software Foundation software is covered by<br>the GNU Library General Public License instead.) You can apply it to<br>your programs, too.<br><br> When we speak of free software, we are referring to freedom, not<br>price. Our General Public Licenses are designed to make sure that you<br>have the freedom to distribute copies of free software (and charge for<br>this service if you wish), that you receive source code or can get it<br>if you want it, that you can change the software or use pieces of it<br>in new free programs; and that you know you can do these things.<br><br> To protect your rights, we need to make restrictions that forbid<br>anyone to deny you these rights or to ask you to surrender the rights.<br>These restrictions translate to certain responsibilities for you if you<br>distribute copies of the software, or if you modify it.<br><br> For example, if you distribute copies of such a program, whether<br>gratis or for a fee, you must give the recipients all the rights that<br>you have. You must make sure that they, too, receive or can get the<br>source code. And you must show them these terms so they know their<br>rights.<br><br> We protect your rights with two steps: (1) copyright the software, and<br>(2) offer you this license which gives you legal permission to copy,<br>distribute and/or modify the software.<br><br> Also, for each author's protection and ours, we want to make certain<br>that everyone understands that there is no warranty for this free<br>software. If the software is modified by someone else and passed on, we<br>want its recipients to know that what they have is not the original, so<br>that any problems introduced by others will not reflect on the original<br>authors' reputations.<br><br> Finally, any free program is threatened constantly by software<br>patents. We wish to avoid the danger that redistributors of a free<br>program will individually obtain patent licenses, in effect making the<br>program proprietary. To prevent this, we have made it clear that any<br>patent must be licensed for everyone's free use or not licensed at all.<br><br> The precise terms and conditions for copying, distribution and<br>modification follow.<br> <br> GNU GENERAL PUBLIC LICENSE<br> TERMS AND CONDITIONS FOR COPYING, DISTRIBUTION AND MODIFICATION<br><br> 0. This License applies to any program or other work which contains<br>a notice placed by the copyright holder saying it may be distributed<br>under the terms of this General Public License. The "Program", below,<br>refers to any such program or work, and a "work based on the Program"<br>means either the Program or any derivative work under copyright law:<br>that is to say, a work containing the Program or a portion of it,<br>either verbatim or with modifications and/or translated into another<br>language. (Hereinafter, translation is included without limitation in<br>the term "modification".) Each licensee is addressed as "you".<br><br>Activities other than copying, distribution and modification are not<br>covered by this License; they are outside its scope. The act of<br>running the Program is not restricted, and the output from the Program<br>is covered only if its contents constitute a work based on the<br>Program (independent of having been made by running the Program).<br>Whether that is true depends on what the Program does.<br><br> 1. You may copy and distribute verbatim copies of the Program's<br>source code as you receive it, in any medium, provided that you<br>conspicuously and appropriately publish on each copy an appropriate<br>copyright notice and disclaimer of warranty; keep intact all the<br>notices that refer to this License and to the absence of any warranty;<br>and give any other recipients of the Program a copy of this License<br>along with the Program.<br><br>You may charge a fee for the physical act of transferring a copy, and<br>you may at your option offer warranty protection in exchange for a fee.<br><br> 2. You may modify your copy or copies of the Program or any portion<br>of it, thus forming a work based on the Program, and copy and<br>distribute such modifications or work under the terms of Section 1<br>above, provided that you also meet all of these conditions:<br><br> a) You must cause the modified files to carry prominent notices<br> stating that you changed the files and the date of any change.<br><br> b) You must cause any work that you distribute or publish, that in<br> whole or in part contains or is derived from the Program or any<br> part thereof, to be licensed as a whole at no charge to all third<br> parties under the terms of this License.<br><br> c) If the modified program normally reads commands interactively<br> when run, you must cause it, when started running for such<br> interactive use in the most ordinary way, to print or display an<br> announcement including an appropriate copyright notice and a<br> notice that there is no warranty (or else, saying that you provide<br> a warranty) and that users may redistribute the program under<br> these conditions, and telling the user how to view a copy of this<br> License. (Exception: if the Program itself is interactive but<br> does not normally print such an announcement, your work based on<br> the Program is not required to print an announcement.)<br> <br>These requirements apply to the modified work as a whole. If<br>identifiable sections of that work are not derived from the Program,<br>and can be reasonably considered independent and separate works in<br>themselves, then this License, and its terms, do not apply to those<br>sections when you distribute them as separate works. But when you<br>distribute the same sections as part of a whole which is a work based<br>on the Program, the distribution of the whole must be on the terms of<br>this License, whose permissions for other licensees extend to the<br>entire whole, and thus to each and every part regardless of who wrote it.<br><br>Thus, it is not the intent of this section to claim rights or contest<br>your rights to work written entirely by you; rather, the intent is to<br>exercise the right to control the distribution of derivative or<br>collective works based on the Program.<br><br>In addition, mere aggregation of another work not based on the Program<br>with the Program (or with a work based on the Program) on a volume of<br>a storage or distribution medium does not bring the other work under<br>the scope of this License.<br><br> 3. You may copy and distribute the Program (or a work based on it,<br>under Section 2) in object code or executable form under the terms of<br>Sections 1 and 2 above provided that you also do one of the following:<br><br> a) Accompany it with the complete corresponding machine-readable<br> source code, which must be distributed under the terms of Sections<br> 1 and 2 above on a medium customarily used for software interchange; or,<br><br> b) Accompany it with a written offer, valid for at least three<br> years, to give any third party, for a charge no more than your<br> cost of physically performing source distribution, a complete<br> machine-readable copy of the corresponding source code, to be<br> distributed under the terms of Sections 1 and 2 above on a medium<br> customarily used for software interchange; or,<br><br> c) Accompany it with the information you received as to the offer<br> to distribute corresponding source code. (This alternative is<br> allowed only for noncommercial distribution and only if you<br> received the program in object code or executable form with such<br> an offer, in accord with Subsection b above.)<br><br>The source code for a work means the preferred form of the work for<br>making modifications to it. For an executable work, complete source<br>code means all the source code for all modules it contains, plus any<br>associated interface definition files, plus the scripts used to<br>control compilation and installation of the executable. However, as a<br>special exception, the source code distributed need not include<br>anything that is normally distributed (in either source or binary<br>form) with the major components (compiler, kernel, and so on) of the<br>operating system on which the executable runs, unless that component<br>itself accompanies the executable.<br><br>If distribution of executable or object code is made by offering<br>access to copy from a designated place, then offering equivalent<br>access to copy the source code from the same place counts as<br>distribution of the source code, even though third parties are not<br>compelled to copy the source along with the object code.<br> <br> 4. You may not copy, modify, sublicense, or distribute the Program<br>except as expressly provided under this License. Any attempt<br>otherwise to copy, modify, sublicense or distribute the Program is<br>void, and will automatically terminate your rights under this License.<br>However, parties who have received copies, or rights, from you under<br>this License will not have their licenses terminated so long as such<br>parties remain in full compliance.<br><br> 5. You are not required to accept this License, since you have not<br>signed it. However, nothing else grants you permission to modify or<br>distribute the Program or its derivative works. These actions are<br>prohibited by law if you do not accept this License. Therefore, by<br>modifying or distributing the Program (or any work based on the<br>Program), you indicate your acceptance of this License to do so, and<br>all its terms and conditions for copying, distributing or modifying<br>the Program or works based on it.<br><br> 6. Each time you redistribute the Program (or any work based on the<br>Program), the recipient automatically receives a license from the<br>original licensor to copy, distribute or modify the Program subject to<br>these terms and conditions. You may not impose any further<br>restrictions on the recipients' exercise of the rights granted herein.<br>You are not responsible for enforcing compliance by third parties to<br>this License.<br><br> 7. If, as a consequence of a court judgment or allegation of patent<br>infringement or for any other reason (not limited to patent issues),<br>conditions are imposed on you (whether by court order, agreement or<br>otherwise) that contradict the conditions of this License, they do not<br>excuse you from the conditions of this License. If you cannot<br>distribute so as to satisfy simultaneously your obligations under this<br>License and any other pertinent obligations, then as a consequence you<br>may not distribute the Program at all. For example, if a patent<br>license would not permit royalty-free redistribution of the Program by<br>all those who receive copies directly or indirectly through you, then<br>the only way you could satisfy both it and this License would be to<br>refrain entirely from distribution of the Program.<br><br>If any portion of this section is held invalid or unenforceable under<br>any particular circumstance, the balance of the section is intended to<br>apply and the section as a whole is intended to apply in other<br>circumstances.<br><br>It is not the purpose of this section to induce you to infringe any<br>patents or other property right claims or to contest validity of any<br>such claims; this section has the sole purpose of protecting the<br>integrity of the free software distribution system, which is<br>implemented by public license practices. Many people have made<br>generous contributions to the wide range of software distributed<br>through that system in reliance on consistent application of that<br>system; it is up to the author/donor to decide if he or she is willing<br>to distribute software through any other system and a licensee cannot<br>impose that choice.<br><br>This section is intended to make thoroughly clear what is believed to<br>be a consequence of the rest of this License.<br> <br> 8. If the distribution and/or use of the Program is restricted in<br>certain countries either by patents or by copyrighted interfaces, the<br>original copyright holder who places the Program under this License<br>may add an explicit geographical distribution limitation excluding<br>those countries, so that distribution is permitted only in or among<br>countries not thus excluded. In such case, this License incorporates<br>the limitation as if written in the body of this License.<br><br> 9. The Free Software Foundation may publish revised and/or new versions<br>of the General Public License from time to time. Such new versions will<br>be similar in spirit to the present version, but may differ in detail to<br>address new problems or concerns.<br><br>Each version is given a distinguishing version number. If the Program<br>specifies a version number of this License which applies to it and "any<br>later version", you have the option of following the terms and conditions<br>either of that version or of any later version published by the Free<br>Software Foundation. If the Program does not specify a version number of<br>this License, you may choose any version ever published by the Free Software<br>Foundation.<br><br> 10. If you wish to incorporate parts of the Program into other free<br>programs whose distribution conditions are different, write to the author<br>to ask for permission. For software which is copyrighted by the Free<br>Software Foundation, write to the Free Software Foundation; we sometimes<br>make exceptions for this. Our decision will be guided by the two goals<br>of preserving the free status of all derivatives of our free software and<br>of promoting the sharing and reuse of software generally.<br><br> NO WARRANTY<br><br> 11. BECAUSE THE PROGRAM IS LICENSED FREE OF CHARGE, THERE IS NO WARRANTY<br>FOR THE PROGRAM, TO THE EXTENT PERMITTED BY APPLICABLE LAW. EXCEPT WHEN<br>OTHERWISE STATED IN WRITING THE COPYRIGHT HOLDERS AND/OR OTHER PARTIES<br>PROVIDE THE PROGRAM "AS IS" WITHOUT WARRANTY OF ANY KIND, EITHER EXPRESSED<br>OR IMPLIED, INCLUDING, BUT NOT LIMITED TO, THE IMPLIED WARRANTIES OF<br>MERCHANTABILITY AND FITNESS FOR A PARTICULAR PURPOSE. THE ENTIRE RISK AS<br>TO THE QUALITY AND PERFORMANCE OF THE PROGRAM IS WITH YOU. SHOULD THE<br>PROGRAM PROVE DEFECTIVE, YOU ASSUME THE COST OF ALL NECESSARY SERVICING,<br>REPAIR OR CORRECTION.<br><br> 12. IN NO EVENT UNLESS REQUIRED BY APPLICABLE LAW OR AGREED TO IN WRITING<br>WILL ANY COPYRIGHT HOLDER, OR ANY OTHER PARTY WHO MAY MODIFY AND/OR<br>REDISTRIBUTE THE PROGRAM AS PERMITTED ABOVE, BE LIABLE TO YOU FOR DAMAGES,<br>INCLUDING ANY GENERAL, SPECIAL, INCIDENTAL OR CONSEQUENTIAL DAMAGES ARISING<br>OUT OF THE USE OR INABILITY TO USE THE PROGRAM (INCLUDING BUT NOT LIMITED<br>TO LOSS OF DATA OR DATA BEING RENDERED INACCURATE OR LOSSES SUSTAINED BY<br>YOU OR THIRD PARTIES OR A FAILURE OF THE PROGRAM TO OPERATE WITH ANY OTHER<br>PROGRAMS), EVEN IF SUCH HOLDER OR OTHER PARTY HAS BEEN ADVISED OF THE<br>POSSIBILITY OF SUCH DAMAGES.<br><br> END OF TERMS AND CONDITIONS<br></pre>
-</blockquote>
-
-
-<p align="CENTER"><font size="1"><a href="." target="_top">Documentação do Moodle</a></font></p>
-<p align="CENTER"><font size="1">Version: $Id$</font></p>
-</body>
-</html>
+<!DOCTYPE html PUBLIC "-//W3C//DTD XHTML 1.0 Transitional//EN"
+ "http://www.w3.org/TR/xhtml1/DTD/xhtml1-transitional.dtd">
+<html xmlns="http://www.w3.org/1999/xhtml">
+<head>
+
+<title>Documentação do Moodle: Licença de Copyright</title>
+
+<link rel="stylesheet" href="docstyles.css" type="TEXT/CSS" />
+
+<meta http-equiv="Content-Type" content="text/html; charset=iso-8859-1" />
+</head>
+<body bgcolor="#ffffff">
+
+<h1>Licença de Copyright de Moodle</h1>
+<blockquote>
+ <p>O nome <strong>Moodle™</strong> é uma marca registada por
+ <em>The Moodle Trust</em>.<br />
+ Tem permissão para usar este nome para qualquer actividade relacionada com o
+ software Moodle descrito abaixo.</p>
+ <p>O software Moodle é Copyright de <a href="http://dougiamas.com/">Martin
+ Dougiamas</a>, © 1999-2004.</p>
+ <p>Este programa é software livre; pode redistribuí-lo e/ou modificá-lo sob
+ os termos da <em>GNU General Public License</em> como publicada pela Free
+ Software Foundation; tanto a versão 2 da Licença, ou (como opção) qualquer
+ versão posterior.</p>
+ <p>Este programa é distribuído na esperança de que irá ser útil, mas SEM
+ QUALQUER GARANTIA; sem sequer a garantia implícita de COMERCIABILIDADE ou
+ APTIDÃO PARA UM CERTO PROPÓSITO. Consulte a <em>GNU General Public
+ License</em> para mais detalhes (anexa abaixo).
+ </p>
+ <hr width="100%" size="2">
+ <br>
+
+ <pre> GNU GENERAL PUBLIC LICENSE<br> Version 2, June 1991<br><br> Copyright (C) 1989, 1991 Free Software Foundation, Inc.<br> 59 Temple Place, Suite 330, Boston, MA 02111-1307 USA<br> Everyone is permitted to copy and distribute verbatim copies<br> of this license document, but changing it is not allowed.<br><br> Preamble<br><br> The licenses for most software are designed to take away your<br>freedom to share and change it. By contrast, the GNU General Public<br>License is intended to guarantee your freedom to share and change free<br>software--to make sure the software is free for all its users. This<br>General Public License applies to most of the Free Software<br>Foundation's software and to any other program whose authors commit to<br>using it. (Some other Free Software Foundation software is covered by<br>the GNU Library General Public License instead.) You can apply it to<br>your programs, too.<br><br> When we speak of free software, we are referring to freedom, not<br>price. Our General Public Licenses are designed to make sure that you<br>have the freedom to distribute copies of free software (and charge for<br>this service if you wish), that you receive source code or can get it<br>if you want it, that you can change the software or use pieces of it<br>in new free programs; and that you know you can do these things.<br><br> To protect your rights, we need to make restrictions that forbid<br>anyone to deny you these rights or to ask you to surrender the rights.<br>These restrictions translate to certain responsibilities for you if you<br>distribute copies of the software, or if you modify it.<br><br> For example, if you distribute copies of such a program, whether<br>gratis or for a fee, you must give the recipients all the rights that<br>you have. You must make sure that they, too, receive or can get the<br>source code. And you must show them these terms so they know their<br>rights.<br><br> We protect your rights with two steps: (1) copyright the software, and<br>(2) offer you this license which gives you legal permission to copy,<br>distribute and/or modify the software.<br><br> Also, for each author's protection and ours, we want to make certain<br>that everyone understands that there is no warranty for this free<br>software. If the software is modified by someone else and passed on, we<br>want its recipients to know that what they have is not the original, so<br>that any problems introduced by others will not reflect on the original<br>authors' reputations.<br><br> Finally, any free program is threatened constantly by software<br>patents. We wish to avoid the danger that redistributors of a free<br>program will individually obtain patent licenses, in effect making the<br>program proprietary. To prevent this, we have made it clear that any<br>patent must be licensed for everyone's free use or not licensed at all.<br><br> The precise terms and conditions for copying, distribution and<br>modification follow.<br> <br> GNU GENERAL PUBLIC LICENSE<br> TERMS AND CONDITIONS FOR COPYING, DISTRIBUTION AND MODIFICATION<br><br> 0. This License applies to any program or other work which contains<br>a notice placed by the copyright holder saying it may be distributed<br>under the terms of this General Public License. The "Program", below,<br>refers to any such program or work, and a "work based on the Program"<br>means either the Program or any derivative work under copyright law:<br>that is to say, a work containing the Program or a portion of it,<br>either verbatim or with modifications and/or translated into another<br>language. (Hereinafter, translation is included without limitation in<br>the term "modification".) Each licensee is addressed as "you".<br><br>Activities other than copying, distribution and modification are not<br>covered by this License; they are outside its scope. The act of<br>running the Program is not restricted, and the output from the Program<br>is covered only if its contents constitute a work based on the<br>Program (independent of having been made by running the Program).<br>Whether that is true depends on what the Program does.<br><br> 1. You may copy and distribute verbatim copies of the Program's<br>source code as you receive it, in any medium, provided that you<br>conspicuously and appropriately publish on each copy an appropriate<br>copyright notice and disclaimer of warranty; keep intact all the<br>notices that refer to this License and to the absence of any warranty;<br>and give any other recipients of the Program a copy of this License<br>along with the Program.<br><br>You may charge a fee for the physical act of transferring a copy, and<br>you may at your option offer warranty protection in exchange for a fee.<br><br> 2. You may modify your copy or copies of the Program or any portion<br>of it, thus forming a work based on the Program, and copy and<br>distribute such modifications or work under the terms of Section 1<br>above, provided that you also meet all of these conditions:<br><br> a) You must cause the modified files to carry prominent notices<br> stating that you changed the files and the date of any change.<br><br> b) You must cause any work that you distribute or publish, that in<br> whole or in part contains or is derived from the Program or any<br> part thereof, to be licensed as a whole at no charge to all third<br> parties under the terms of this License.<br><br> c) If the modified program normally reads commands interactively<br> when run, you must cause it, when started running for such<br> interactive use in the most ordinary way, to print or display an<br> announcement including an appropriate copyright notice and a<br> notice that there is no warranty (or else, saying that you provide<br> a warranty) and that users may redistribute the program under<br> these conditions, and telling the user how to view a copy of this<br> License. (Exception: if the Program itself is interactive but<br> does not normally print such an announcement, your work based on<br> the Program is not required to print an announcement.)<br> <br>These requirements apply to the modified work as a whole. If<br>identifiable sections of that work are not derived from the Program,<br>and can be reasonably considered independent and separate works in<br>themselves, then this License, and its terms, do not apply to those<br>sections when you distribute them as separate works. But when you<br>distribute the same sections as part of a whole which is a work based<br>on the Program, the distribution of the whole must be on the terms of<br>this License, whose permissions for other licensees extend to the<br>entire whole, and thus to each and every part regardless of who wrote it.<br><br>Thus, it is not the intent of this section to claim rights or contest<br>your rights to work written entirely by you; rather, the intent is to<br>exercise the right to control the distribution of derivative or<br>collective works based on the Program.<br><br>In addition, mere aggregation of another work not based on the Program<br>with the Program (or with a work based on the Program) on a volume of<br>a storage or distribution medium does not bring the other work under<br>the scope of this License.<br><br> 3. You may copy and distribute the Program (or a work based on it,<br>under Section 2) in object code or executable form under the terms of<br>Sections 1 and 2 above provided that you also do one of the following:<br><br> a) Accompany it with the complete corresponding machine-readable<br> source code, which must be distributed under the terms of Sections<br> 1 and 2 above on a medium customarily used for software interchange; or,<br><br> b) Accompany it with a written offer, valid for at least three<br> years, to give any third party, for a charge no more than your<br> cost of physically performing source distribution, a complete<br> machine-readable copy of the corresponding source code, to be<br> distributed under the terms of Sections 1 and 2 above on a medium<br> customarily used for software interchange; or,<br><br> c) Accompany it with the information you received as to the offer<br> to distribute corresponding source code. (This alternative is<br> allowed only for noncommercial distribution and only if you<br> received the program in object code or executable form with such<br> an offer, in accord with Subsection b above.)<br><br>The source code for a work means the preferred form of the work for<br>making modifications to it. For an executable work, complete source<br>code means all the source code for all modules it contains, plus any<br>associated interface definition files, plus the scripts used to<br>control compilation and installation of the executable. However, as a<br>special exception, the source code distributed need not include<br>anything that is normally distributed (in either source or binary<br>form) with the major components (compiler, kernel, and so on) of the<br>operating system on which the executable runs, unless that component<br>itself accompanies the executable.<br><br>If distribution of executable or object code is made by offering<br>access to copy from a designated place, then offering equivalent<br>access to copy the source code from the same place counts as<br>distribution of the source code, even though third parties are not<br>compelled to copy the source along with the object code.<br> <br> 4. You may not copy, modify, sublicense, or distribute the Program<br>except as expressly provided under this License. Any attempt<br>otherwise to copy, modify, sublicense or distribute the Program is<br>void, and will automatically terminate your rights under this License.<br>However, parties who have received copies, or rights, from you under<br>this License will not have their licenses terminated so long as such<br>parties remain in full compliance.<br><br> 5. You are not required to accept this License, since you have not<br>signed it. However, nothing else grants you permission to modify or<br>distribute the Program or its derivative works. These actions are<br>prohibited by law if you do not accept this License. Therefore, by<br>modifying or distributing the Program (or any work based on the<br>Program), you indicate your acceptance of this License to do so, and<br>all its terms and conditions for copying, distributing or modifying<br>the Program or works based on it.<br><br> 6. Each time you redistribute the Program (or any work based on the<br>Program), the recipient automatically receives a license from the<br>original licensor to copy, distribute or modify the Program subject to<br>these terms and conditions. You may not impose any further<br>restrictions on the recipients' exercise of the rights granted herein.<br>You are not responsible for enforcing compliance by third parties to<br>this License.<br><br> 7. If, as a consequence of a court judgment or allegation of patent<br>infringement or for any other reason (not limited to patent issues),<br>conditions are imposed on you (whether by court order, agreement or<br>otherwise) that contradict the conditions of this License, they do not<br>excuse you from the conditions of this License. If you cannot<br>distribute so as to satisfy simultaneously your obligations under this<br>License and any other pertinent obligations, then as a consequence you<br>may not distribute the Program at all. For example, if a patent<br>license would not permit royalty-free redistribution of the Program by<br>all those who receive copies directly or indirectly through you, then<br>the only way you could satisfy both it and this License would be to<br>refrain entirely from distribution of the Program.<br><br>If any portion of this section is held invalid or unenforceable under<br>any particular circumstance, the balance of the section is intended to<br>apply and the section as a whole is intended to apply in other<br>circumstances.<br><br>It is not the purpose of this section to induce you to infringe any<br>patents or other property right claims or to contest validity of any<br>such claims; this section has the sole purpose of protecting the<br>integrity of the free software distribution system, which is<br>implemented by public license practices. Many people have made<br>generous contributions to the wide range of software distributed<br>through that system in reliance on consistent application of that<br>system; it is up to the author/donor to decide if he or she is willing<br>to distribute software through any other system and a licensee cannot<br>impose that choice.<br><br>This section is intended to make thoroughly clear what is believed to<br>be a consequence of the rest of this License.<br> <br> 8. If the distribution and/or use of the Program is restricted in<br>certain countries either by patents or by copyrighted interfaces, the<br>original copyright holder who places the Program under this License<br>may add an explicit geographical distribution limitation excluding<br>those countries, so that distribution is permitted only in or among<br>countries not thus excluded. In such case, this License incorporates<br>the limitation as if written in the body of this License.<br><br> 9. The Free Software Foundation may publish revised and/or new versions<br>of the General Public License from time to time. Such new versions will<br>be similar in spirit to the present version, but may differ in detail to<br>address new problems or concerns.<br><br>Each version is given a distinguishing version number. If the Program<br>specifies a version number of this License which applies to it and "any<br>later version", you have the option of following the terms and conditions<br>either of that version or of any later version published by the Free<br>Software Foundation. If the Program does not specify a version number of<br>this License, you may choose any version ever published by the Free Software<br>Foundation.<br><br> 10. If you wish to incorporate parts of the Program into other free<br>programs whose distribution conditions are different, write to the author<br>to ask for permission. For software which is copyrighted by the Free<br>Software Foundation, write to the Free Software Foundation; we sometimes<br>make exceptions for this. Our decision will be guided by the two goals<br>of preserving the free status of all derivatives of our free software and<br>of promoting the sharing and reuse of software generally.<br><br> NO WARRANTY<br><br> 11. BECAUSE THE PROGRAM IS LICENSED FREE OF CHARGE, THERE IS NO WARRANTY<br>FOR THE PROGRAM, TO THE EXTENT PERMITTED BY APPLICABLE LAW. EXCEPT WHEN<br>OTHERWISE STATED IN WRITING THE COPYRIGHT HOLDERS AND/OR OTHER PARTIES<br>PROVIDE THE PROGRAM "AS IS" WITHOUT WARRANTY OF ANY KIND, EITHER EXPRESSED<br>OR IMPLIED, INCLUDING, BUT NOT LIMITED TO, THE IMPLIED WARRANTIES OF<br>MERCHANTABILITY AND FITNESS FOR A PARTICULAR PURPOSE. THE ENTIRE RISK AS<br>TO THE QUALITY AND PERFORMANCE OF THE PROGRAM IS WITH YOU. SHOULD THE<br>PROGRAM PROVE DEFECTIVE, YOU ASSUME THE COST OF ALL NECESSARY SERVICING,<br>REPAIR OR CORRECTION.<br><br> 12. IN NO EVENT UNLESS REQUIRED BY APPLICABLE LAW OR AGREED TO IN WRITING<br>WILL ANY COPYRIGHT HOLDER, OR ANY OTHER PARTY WHO MAY MODIFY AND/OR<br>REDISTRIBUTE THE PROGRAM AS PERMITTED ABOVE, BE LIABLE TO YOU FOR DAMAGES,<br>INCLUDING ANY GENERAL, SPECIAL, INCIDENTAL OR CONSEQUENTIAL DAMAGES ARISING<br>OUT OF THE USE OR INABILITY TO USE THE PROGRAM (INCLUDING BUT NOT LIMITED<br>TO LOSS OF DATA OR DATA BEING RENDERED INACCURATE OR LOSSES SUSTAINED BY<br>YOU OR THIRD PARTIES OR A FAILURE OF THE PROGRAM TO OPERATE WITH ANY OTHER<br>PROGRAMS), EVEN IF SUCH HOLDER OR OTHER PARTY HAS BEEN ADVISED OF THE<br>POSSIBILITY OF SUCH DAMAGES.<br><br> END OF TERMS AND CONDITIONS<br></pre>
+</blockquote>
+
+
+<p align="center"><font size="1"><a href="." target="_top">Documentação do Moodle</a></font></p>
+<p align="center"><font size="1">Version: $Id$</font></p>
+</body>
+</html>
View
107 lang/pt/docs/philosophy.html
@@ -1,53 +1,54 @@
-<!DOCTYPE html PUBLIC "-//W3C//DTD HTML 4.01 Transitional//EN">
-<html>
-<head>
-
-<title>Documentação do Moodle: Filosofia</title>
-
-<link rel="stylesheet" href="docstyles.css" type="TEXT/CSS">
-
-<meta http-equiv="Content-Type" content="text/html; charset=iso-8859-1">
-</head>
-<body bgcolor="#ffffff">
-
-<h1>Filosofia</h1>
-
-<blockquote>
- <p>O design e desenvolvimento do Moodle seguem uma filosofia de aprendizagem muito particular, um modo de pensar do qual pode ouvir falar, em termos abreviados, como &quot;<em>pedagogia socio-construcionista</em>&quot;. (Alguns de vocês, mais virados para a ciência, já devem estar a pensar &quot;tretas...educação ligeira...&quot; e a chegar a mão ao rato, mas por favor continuem a ler – isto é útil para todos os assuntos!)</p>
- <p>Esta página tenta explicar em termos simples o que aquela frase significa explorando <strong>os quatro principais conceitos</strong> por detrás dela. Note que cada um deles resume um olhar sobre uma imensa quantidade de variada investigação pelo que estas definições podem parecer vagas se já tinha lido sobre estes assuntos antes.</p>
- <p>Se estes conceitos são inteiramente novos para si, então é provável que estas ideias sejam, a princípio, difíceis de entender – só posso recomendar que as leia cuidadosamente, ao mesmo tempo pensando na sua própria experiência em tentar aprender qualquer coisa.<br>
- </p>
- <h3>1. Construtivismo</h3>
- <blockquote>
- <p>Este ponto de vista defende que as pessoas <strong>constroem</strong> activamente novo conhecimento ao interagirem com o seu ambiente.</p>
- <p>Tudo o que lê, vê, ouve, sente e toca é confrontado com o seu conhecimento anterior e se for plausível dentro do seu universo mental, pode formar novo conhecimento que você passa a transportar. O conhecimento é fortalecido se o puder usar com sucesso no seu ambiente alargado. Você não é apenas um banco de memória que passivamente absorve a informação, nem pode o conhecimento ser &quot;transmitido&quot; para si simplesmente lendo algo ou ouvindo alguém.</p>
- <p>Não quer isto dizer que não pode aprender ao ler uma página web ou estando numa aula, claro que pode, só enfatiza que há mais interpretação a acontecer do que uma mera transferência de informação de um cérebro para o outro.<br>
- </p>
- </blockquote>
- <h3>2. Construcionismo</h3>
- <blockquote>
- <p>O construcionismo afirma que a aprendizagem é particularmente eficaz quando construíndo algo para outros experimentarem. Isto pode ser qualquer coisa desde uma frase dita ou uma pequena publicação na internet, a artefactos mais complexos como uma pintura, uma casa ou um pacote de software.</p>
- <p>Por exemplo, pode ler esta página várias vezes e ainda assim esquecer-se dela já amanhã – mas se tentasse explicar estas ideias a outra pessoa usando as suas próprias palavras, ou fizesse uma apresentação que explicasse estes conceitos, então garanto-lhe que teria uma melhor compreensão que seria mais integrada nas suas ideias. Por isto é que as pessoas tomam notas durante as aulas, mesmo quando não voltam a olhar para elas.
-<br>
- </p>
- </blockquote>
- <h3>3. Construtivismo Social</h3>
- <blockquote>
- <p>sto estende as ideias apresentadas acima a grupos sociais construindo coisas uns para os outros, criando em colaboração uma pequena cultura de artefactos partilhados com significados também partilhados. Quando alguém está imerso numa cultura deste género, está a todo o momento a aprender como ser parte dessa cultura, a diversos níveis.</p>
- <p>Um exemplo bastante simples é um objecto como uma caneca. Este objecto pode ser usado para várias coisas, mas a sua forma sugere algum &quote;conhecimento&quot; sobre o conter de um líquido. Um exemplo mais complexo é o de um curso on-line – não só as &quot;formas&quot; das ferramentas de software indicam certas coisas sobre a maneira como estes cursos devem funcionar, mas também as actividades e textos produzidos no seio do grupo como um todo vão ajudar a definir como cada pessoa se comporta dentro dele.<br>
- </p>
- </blockquote>
- <h3>4. Ligados e Separados</h3>
- <blockquote>
- <p>Esta ideia entra mais a fundo nas motivações dos indivíduos no seio de uma discussão. Comportamento <strong>de separação</strong> existe quando alguém tenta permanecer &quot;objectivo&quot; e &quot;factual&quot;, e tende a defender as suas ideias usando a lógica para encontrar falhas nas ideias dos seus opositores. Comportamento <strong>de ligação</strong> é uma abordagem de maior empatia que aceita a subjectividade, tentando ouvir e colocando questões numa tentativa de compreender o outro ponto de vista. Comportamento <strong>construído</strong> existe quando uma pessoa é sensível a ambas as abordagens e é capaz de escolher entre elas de acordo com a situação.</p>
- <p>Em geral, uma dose saudável de comportamento de ligação numa comunidade de aprendizagem é um poderoso estimulante desta mesma aprendizagem, não só aproximando as pessoas como promovendo uma reflecção mais profunda e um re-pensar dos seus ideais presentes.</p>
- </blockquote>
- <hr />
- <p>Uma vez pensando em todas estas questões, vai conseguir concentrar-se melhor nas experiências que seriam melhores para aprender do ponto de vista do aluno, em vez de apenas publicar e avaliar a informação que pensa que eles necessitam. Pode também ajudá-lo a perceber como cada participante num curso pode também ser docente para além de aluno. O seu trabalho como &quot;docente&quot; pode passar de ser &quot;a fonte de conhecimento&quot; a ser uma influência e um modelo de cultura do conhecimento, comunicando com os alunos num modo pessoal que vai de encontro às suas necessidades de aprendizagem, e moderando discussões e actividades de um modo que colectivamente encaminha os alunos para os objectivos de aprendizagem da disciplina.</p>
-<p>É óbvio que o Moodle não força este tipo de comportamento, mas é nisto que é exímio. Futuramente, logo que a infraestrutura técnica do Moodle comece a estabilizar, novos melhoramentos no suporte pedagógico serão a direcção principal do seu desenvolvimento.</p>
-</blockquote>
-<hr>
-<p align="CENTER"><font size="1"><a href="." target="_top">Documentação do Moodle</a></font></p>
-<p align="CENTER"><font size="1">Version: $Id$</font></p>
-</body>
-</html>
+<!DOCTYPE html PUBLIC "-//W3C//DTD XHTML 1.0 Transitional//EN"
+ "http://www.w3.org/TR/xhtml1/DTD/xhtml1-transitional.dtd">
+<html xmlns="http://www.w3.org/1999/xhtml">
+<head>
+
+<title>Documentação do Moodle: Filosofia</title>
+
+<link rel="stylesheet" href="docstyles.css" type="TEXT/CSS" />
+
+<meta http-equiv="Content-Type" content="text/html; charset=iso-8859-1" />
+</head>
+<body bgcolor="#ffffff">
+
+<h1>Filosofia</h1>
+
+<blockquote>
+ <p>O design e desenvolvimento do Moodle seguem uma filosofia de aprendizagem muito particular, um modo de pensar do qual pode ouvir falar, em termos abreviados, como "<em>pedagogia socio-construcionista</em>". (Alguns de vocês, mais virados para a ciência, já devem estar a pensar "tretas...educação ligeira..." e a chegar a mão ao rato, mas por favor continuem a ler – isto é útil para todos os assuntos!)</p>
+ <p>Esta página tenta explicar em termos simples o que aquela frase significa explorando <strong>os quatro principais conceitos</strong> por detrás dela. Note que cada um deles resume um olhar sobre uma imensa quantidade de variada investigação pelo que estas definições podem parecer vagas se já tinha lido sobre estes assuntos antes.</p>
+ <p>Se estes conceitos são inteiramente novos para si, então é provável que estas ideias sejam, a princípio, difíceis de entender – só posso recomendar que as leia cuidadosamente, ao mesmo tempo pensando na sua própria experiência em tentar aprender qualquer coisa.<br>
+ </p>
+ <h3>1. Construtivismo</h3>
+ <blockquote>
+ <p>Este ponto de vista defende que as pessoas <strong>constroem</strong> activamente novo conhecimento ao interagirem com o seu ambiente.</p>
+ <p>Tudo o que lê, vê, ouve, sente e toca é confrontado com o seu conhecimento anterior e se for plausível dentro do seu universo mental, pode formar novo conhecimento que você passa a transportar. O conhecimento é fortalecido se o puder usar com sucesso no seu ambiente alargado. Você não é apenas um banco de memória que passivamente absorve a informação, nem pode o conhecimento ser "transmitido" para si simplesmente lendo algo ou ouvindo alguém.</p>
+ <p>Não quer isto dizer que não pode aprender ao ler uma página web ou estando numa aula, claro que pode, só enfatiza que há mais interpretação a acontecer do que uma mera transferência de informação de um cérebro para o outro.<br>
+ </p>
+ </blockquote>
+ <h3>2. Construcionismo</h3>
+ <blockquote>
+ <p>O construcionismo afirma que a aprendizagem é particularmente eficaz quando construíndo algo para outros experimentarem. Isto pode ser qualquer coisa desde uma frase dita ou uma pequena publicação na internet, a artefactos mais complexos como uma pintura, uma casa ou um pacote de software.</p>
+ <p>Por exemplo, pode ler esta página várias vezes e ainda assim esquecer-se dela já amanhã – mas se tentasse explicar estas ideias a outra pessoa usando as suas próprias palavras, ou fizesse uma apresentação que explicasse estes conceitos, então garanto-lhe que teria uma melhor compreensão que seria mais integrada nas suas ideias. Por isto é que as pessoas tomam notas durante as aulas, mesmo quando não voltam a olhar para elas.
+<br>
+ </p>
+ </blockquote>
+ <h3>3. Construtivismo Social</h3>
+ <blockquote>
+ <p>sto estende as ideias apresentadas acima a grupos sociais construindo coisas uns para os outros, criando em colaboração uma pequena cultura de artefactos partilhados com significados também partilhados. Quando alguém está imerso numa cultura deste género, está a todo o momento a aprender como ser parte dessa cultura, a diversos níveis.</p>
+ <p>Um exemplo bastante simples é um objecto como uma caneca. Este objecto pode ser usado para várias coisas, mas a sua forma sugere algum &quote;conhecimento" sobre o conter de um líquido. Um exemplo mais complexo é o de um curso on-line – não só as "formas" das ferramentas de software indicam certas coisas sobre a maneira como estes cursos devem funcionar, mas também as actividades e textos produzidos no seio do grupo como um todo vão ajudar a definir como cada pessoa se comporta dentro dele.<br>
+ </p>
+ </blockquote>
+ <h3>4. Ligados e Separados</h3>
+ <blockquote>
+ <p>Esta ideia entra mais a fundo nas motivações dos indivíduos no seio de uma discussão. Comportamento <strong>de separação</strong> existe quando alguém tenta permanecer "objectivo" e "factual", e tende a defender as suas ideias usando a lógica para encontrar falhas nas ideias dos seus opositores. Comportamento <strong>de ligação</strong> é uma abordagem de maior empatia que aceita a subjectividade, tentando ouvir e colocando questões numa tentativa de compreender o outro ponto de vista. Comportamento <strong>construído</strong> existe quando uma pessoa é sensível a ambas as abordagens e é capaz de escolher entre elas de acordo com a situação.</p>
+ <p>Em geral, uma dose saudável de comportamento de ligação numa comunidade de aprendizagem é um poderoso estimulante desta mesma aprendizagem, não só aproximando as pessoas como promovendo uma reflecção mais profunda e um re-pensar dos seus ideais presentes.</p>
+ </blockquote>
+ <hr />
+ <p>Uma vez pensando em todas estas questões, vai conseguir concentrar-se melhor nas experiências que seriam melhores para aprender do ponto de vista do aluno, em vez de apenas publicar e avaliar a informação que pensa que eles necessitam. Pode também ajudá-lo a perceber como cada participante num curso pode também ser docente para além de aluno. O seu trabalho como "docente" pode passar de ser "a fonte de conhecimento" a ser uma influência e um modelo de cultura do conhecimento, comunicando com os alunos num modo pessoal que vai de encontro às suas necessidades de aprendizagem, e moderando discussões e actividades de um modo que colectivamente encaminha os alunos para os objectivos de aprendizagem da disciplina.</p>
+<p>É óbvio que o Moodle não força este tipo de comportamento, mas é nisto que é exímio. Futuramente, logo que a infraestrutura técnica do Moodle comece a estabilizar, novos melhoramentos no suporte pedagógico serão a direcção principal do seu desenvolvimento.</p>
+</blockquote>
+<hr>
+<p align="center"><font size="1"><a href="." target="_top">Documentação do Moodle</a></font></p>
+<p align="center"><font size="1">Version: $Id$</font></p>
+</body>
+</html>

0 comments on commit 14a0fb4

Please sign in to comment.