Programas para estudar empresas de segurança privada no Estado do Rio de Janeiro
Clone or download
Fetching latest commit…
Cannot retrieve the latest commit at this time.
Permalink
Type Name Latest commit message Commit time
Failed to load latest commit information.
arquivos_obtidos
resultados Add files via upload Jul 16, 2018
1_roboseguranca_socios.ipynb
2_roboseguranca_PF.ipynb Add files via upload Jul 13, 2018
3_roboseguranca_milicias.ipynb Add files via upload Jul 13, 2018
4_roboseguranca_pdftocsv.ipynb Add files via upload Jul 13, 2018
5_roboseguranca_fornecedoresrj.ipynb Update 5_roboseguranca_fornecedoresrj.ipynb Jul 14, 2018
6_robo_mapas.ipynb Add files via upload Jul 14, 2018
7_roboconsolidado.ipynb Add files via upload Jul 13, 2018
README.md Update README.md Jul 16, 2018
requirements.txt Update requirements.txt Jul 16, 2018

README.md

segurancarj

Programas para estudar empresas de segurança privada no Estado do Rio de Janeiro

1 - Procura na base de empresas da Receita Federal as companhias de segurança privada. São empresas com quadros de sócios e administradores. Depois disso é feita checagem manual e inclusão de mais informações. A checagem manual também vai encontrar empresas que têm como sócios policiais ou pessoas de forças de segurança, em atividade ou não

2 - Cruza e adiciona empresas que faltaram por meio da base da Polícia Federal das empresas registradas de segurança privada no Brasil

3 - Verifica se essas empresas ou sócios estão na lista de nomes de investigados na CPI das Milícias

4 - Acessa os PDFs do Governo do Estado do Rio de Janeiro com a lista de servidores ativos e inativos e transforma isso em dataframe. Procura se esses nomes estão na base de empresas de segurança privada

5 - Verifica se há Ordens Bancárias do Governo do Rio Janeiro para as empresas de segurança privada

6 - A partir dos endereços gera latitude e longitude e imagens do Google Street View

7 - Realiza somas e operações nos conjuntos de dados para conclusões finais

Esse trabalho (python 3.6) foi feito em conjunto de Breno Costa e Hyuri Potter para a The Intercept Brasil e depois gerou essa reportagem