Permalink
Browse files

code organization chapter is nearly 70% complete

  • Loading branch information...
herberthamaral authored and rmurphey committed Jun 29, 2010
1 parent d2482db commit fce468875d0b367f7021bfb7ef11d0fd48426638
Showing with 29 additions and 27 deletions.
  1. +29 −27 book/src/pt-BR/code-organization.xml
@@ -136,15 +136,16 @@ $(document).ready(function() {
});
</programlisting>
<para>If this were the extent of our application, leaving it as-is would
be fine. On the other hand, if this was a piece of a larger application,
we'd do well to keep this functionality separate from unrelated
functionality. We might also want to move the URL out of the code and
into a configuration area. Finally, we might want to break up the chain
to make it easier to modify pieces of the functionality later. </para>
<para>Se isso for extender nossa aplicação, deixar como está pode ser
legal. Por outro lado, se esse for um pedaço de uma aplicação maior,
nós temos que manter esta funcionalidade separada da funcionalidade
não relacionada. Talvez nós ainda queiramos mover a URL pra fora do
código e dentro de uma área de configuração. Por último, nós talvez
precisaremos quebrar o encadeamento de métodos para ficar mais fácil
modificar pedaços de funcionalidade depois. </para>
<example>
<title>Using an object literal for a jQuery feature</title>
<title>Usando um literal de objeto para uma feature do jQuery</title>
<programlisting>var myFeature = {
init : function(settings) {
@@ -154,7 +155,7 @@ $(document).ready(function() {
urlBase : '/foo.php?item='
};
// allow overriding the default config
// permite a sobreposição da da configuração padrão
$.extend(myFeature.config, settings);
myFeature.setup();
@@ -207,40 +208,41 @@ $(document).ready(function() {
$(document).ready(myFeature.init);</programlisting>
</example>
<para>The first thing you'll notice is that this approach is obviously
far longer than the original — again, if this were the extent of our
application, using an object literal would make no sense at all.
Assuming it's not the extent of our application, though, we've gained
several things:</para>
<para>A primeira coisa que você irá perceber é que esta abordagem
é obviamente muito maior que a original - novamente, se isso for
extender nossa aplicação, o uso do literal objeto não irá fazer
sentido algum. Embora assumindo que não vai extender nossa aplicação,
nós ganhamos várias coisas:</para>
<itemizedlist>
<listitem>
<para>We've broken our feature up into tiny methods; in the future,
if we want to change how content is shown, it's clear where to
change it. In the original code, this step is much harder to
locate.</para>
<para>Nós quebramos nossas funcionalidaes em métodos pequenos;
no futuro, se nós precisarmos mudar como o conteúdo é mostrado,
é claro onde nós iremos mudar. No código original, este passo é
muito mais difícil para se localizar.</para>
</listitem>
<listitem>
<para>We've moved configuration options out of the body of the code
and put them in a central location.</para>
<para>Nós movemos as as opções de configuração para fora do
corpo do código e colocamos em uma localização central.</para>
</listitem>
<listitem>
<para>We've eliminated the constraints of the chain, making the code
easier to refactor, remix, and rearrange.</para>
<para>Nós eliminamos as restrições do encadeamento, fazendo o
código mais refatorável, modificável e rearranjável.</para>
</listitem>
</itemizedlist>
<para>For non-trivial features, object literals are a clear improvement
over a long stretch of code stuffed in a $(document).ready() block, as
they get us thinking about the pieces of our functionality. However,
they aren't a whole lot more advanced than simply having a bunch of
function declarations inside of that $(document).ready() block. </para>
<para>Para funcionalidades não triviais, literais de objeto são uma
clara melhora sobre o longo pedaço de código dentro do bloco
$(document).ready(), de forma nos leva a pensar sobre pedaços de
funcionalidade. Entretanto, eles não são muito mais avançados do
que ter um monte de declarações de funções dentro do bloco
$(document).ready(). </para>
</section>
<section>
<title>The Module Pattern</title>
<title>O Module Pattern</title>
<example>
<title>The module pattern</title>

0 comments on commit fce4688

Please sign in to comment.