Permalink
Switch branches/tags
Nothing to show
Find file Copy path
Fetching contributors…
Cannot retrieve contributors at this time
126 lines (80 sloc) 5.55 KB
layout title modified categories excerpt tags image date
post
Funções JavaScript - This
javascript
funcoes
feature
2015-03-30 12:00:00 -0300

O tal This

Se você é um desenvolvedor de linguagens orientadas a objeto como Java e C#, já deve estar acostumado com o conceito de this. Nestas linguagens, this é o contexto de execução. Por exemplo quando executamos um método em Java, podemos utilizar referências a this, que equivalem ao objeto que esta realizando a invocação. Isso permite que métodos iguais retornem informações diferentes de acordo com quem faz a chamada.

Chegando no mundo JavaScript, vamos perceber que o this é tratado de forma totalmente distinta. Aqui this não é determinado por quem chama a função e sim pela forma como ela é invocada. Existem quatro maneiras de invocar uma função, e vamos conhece-las agora: Invocação como Função, Invocação como Método, Invocação como Construtor e Invocação por apply/call.

Invocação como Função

Como assim invocação como função? É óbvio que uma função é invocada como uma função, qualquer um deduziria isso. Na verdade dizemos que uma função é invocada como função quando ela não é invocada de nenhuma das outras três maneiras: método, construtor, apply/call.

Este tipo de invocação ocorre quando a função é invocada utilizando o operador () e a expressão para qual o operador é aplicado não referência a função como uma propriedade de um objeto. Quando utilizamos este tipo de invocação o contexto da função é o contexto global (window).

{% highlight javaScript %}

function printBalance() {return this;}

if(printBalance() === window) { console.log('Window is the context!'); };

var depositValue = function(){}; depositValue();

{% endhighlight %}

Invocação como Método

Quando uma função é atribuída a uma propriedade de um objeto, e a invocação ocorre através desta propriedade, então a função é invocada como um método deste objeto. Aqui as coisas começam a ficar interessantes.

Quando invocamos uma função como método, o contexto da função é o objeto ao qual o método pertence. Assim como em outras linguagens orientadas a objetos, o objeto utilizado para invocar a função é passado como referência implícita para a mesma, possibilitando a sua utilização dentro da função.

{% highlight javaScript %}

var account = { clientName: 'Mike' };

account.getClientName = function(){ console.log(this.clientName); };

account.getClientName();

{% endhighlight %}

Invocação como Construtor

Invocação como construtor é uma forma de se criar objetos. Na verdade todas as funções podem ser invocadas desta forma, basta chamá-las utilizando a palavra-chave new.

{% highlight javaScript %}

new printBalance();

{% endhighlight %}

Quando utilizamos a palavra-chave new três coisas acontecem:

  • Um novo objeto vazio é criado.

  • Esse objeto é transmitido ao construtor como parâmetro this e torna-se o contexto da função do construtor.

  • Quando não há um valor de retorno explícito o novo objeto é retornado como valor do construtor.

Como você deve ter percebido, isso faz com que nem todas funções sejam interessantes de serem invocadas utilizando new. Os construtores na verdade têm como objetivo criar um objeto, configurá-lo e retorná-lo. Qualquer coisa diferente disso não irá trazer resultados muito bons. Um bom exemplo da utilização dos construtores para criação de objetos:

{% highlight javaScript %}

function Account() { this.balance = 100; }

var account1 = new Account(); console.log(account1.balance);

{% endhighlight %}

Por ter sua função bem definida, existem padrões utilizados na nomenclatura dos construtores. Enquanto os métodos são nomeados com verbos e iniciam com a primeira letra minúsculas, os construtores recebem no nome um substantivo que indica o objeto que será construído e iniciam com uma letra maiúscula.

Invocação por Apply/Call

Até agora vimos diferentes formas de invocar funções, onde this é determinado de acordo com a forma escolhida. Mas e se quiséssemos definir this da nossa forma? Sim podemos fazer isso utilizando um dos dois métodos que todas funções possuem: apply e call.

Quando utilizamos estes métodos podemos definir quem será o contexto da função e ainda passar uma lista de argumentos. A diferença entre os dois é que enquanto apply recebe um array de argumentos, call recebe os mesmos diretamente na lista de argumentos.

{% highlight javaScript %}

function deposit() { var balance = 0; for (var n = 0; n < arguments.length; n++) { balance += arguments[n]; } this.balance = balance; }

var account1 = {}; var account2 = {};

deposit.apply(account1, [1,2,3,4]); deposit.call(account2, 1,2,3,4);

console.log(account1.balance); console.log(account2.balance);

{% endhighlight %}

Os dois métodos possuem o mesmo comportamento, você pode escolher o que mais lhe fizer sentido no momento. Se possuir um array, ou os argumentos são uma coleção utilize apply, caso contrário utilize call.

Recapitulando

Como podemos observar, JavaScript fornece diversas formas de invocarmos funções, e estas formas definem quem será o contexto da função.

  • Quando invocada como uma função simples, o contexto é o objeto global (window).

  • Quando invocada como um método, o contexto é o objeto ao qual o método pertence.

  • Quando invocada como construtor, é um objeto recém alocado.

  • E por fim quando invocada pelos métodos apply() e call(), o contexto pode ser o que quisermos.