Permalink
Find file Copy path
Fetching contributors…
Cannot retrieve contributors at this time
291 lines (165 sloc) 20.2 KB

Os Meta-Acordos¹ da Organização Orgânica

  1. Prefácio
  2. Estrutura Organizacional
  3. Direitos
  4. Deveres
  5. Reuniões de Círculo
  6. Papéis Essenciais

1. Prefácio

Organização Orgânica (O2) é um catalisador que ajuda organizações e as suas subpartes (times, departamentos, unidades) a adotarem autogestão. O O2 é composto pelos seus Meta-Acordos descritos neste documento, além de uma Biblioteca de Padrões em constante evolução.

Todos os participantes de uma Organização Orgânica, denominados Parceiros, podem invocar os Meta-Acordos aqui apresentados e também concordam em se comprometer com eles.

¹ Meta-Acordos são acordos sobre a construção de novos acordos.

2. Estrutura Organizacional

Organizações Orgânicas têm uma Estrutura Organizacional composta de Papéis, Círculos e Restrições, que definem expectativas e limitações de autoridade. Estes elementos formam uma hierarquia de Círculos e são descritos em detalhes nas seções seguintes.

2.1 Papéis

Os Parceiros da organização normalmente executam o trabalho em um ou mais Papéis explicitamente definidos.

Um Papel é uma parte da Estrutura Organizacional composto de:

  • Um nome descritivo (obrigatório);
  • Um Propósito, que é uma capacidade, potencial ou objetivo inalcançável que o Papel irá perseguir ou expressar (obrigatório);
  • Responsabilidades, que são atividades recorrentes que outros podem esperar que o Papel irá executar (opcional);
  • Artefatos, que são as coisas que o Papel pode exclusivamente controlar e regular para a organização (opcional).

2.2 Círculos

Círculos são estruturas análogas a Papéis, e portanto têm as mesmas propriedades descritas na seção Papéis.

Círculos podem conter Papéis e Círculos internos, que podem conter os seus próprios Papéis e Círculos internos, e assim por diante. A estrutura é fractal. Pela perspectiva de um Círculo externo, os seus Círculos internos são como Papéis que têm a habilidade adicional de dividirem-se.

As propriedades dos Círculos (nome, Propósito, Responsabilidades e Artefatos) só podem ser alteradas no Modo Adaptar da Reunião de Círculo que contém este Círculo.

Um Artefato de um Círculo pode ser acessado por todos os Membros do Círculo, exceto se este Artefato for delegado a um Papel específico neste mesmo Círculo.

A própria organização é o Círculo mais amplo na estrutura, contendo todos os outros.

Círculos internos são criados com o propósito de manter as Reuniões de Círculo com um número gerenciável de participantes e foco claro.

São Membros do Círculo todas os Parceiros que:

  • Desempenham pelo menos um Papel no Círculo;
  • Desempenham o Papel de Elo Externo em pelo menos um dos Círculos internos ao Círculo;
  • Desempenham o Papel de Elo Interno em pelo menos um dos Círculos internos ao Círculo;

2.3 Restrições

Restrições são limitações de autoridade que aplicam-se a todos os Papéis de um dado Círculo. Restrições são compostas de um título e uma descrição (ambos obrigatórios) e propagam-se para todos os Círculos internos, a não ser que de outra forma especificado na sua descrição.

Restrições não podem estabelecer expectativas, porque este é o propósito de uma Responsabilidade. Ainda assim, uma Restrição pode exigir uma ação, mas apenas para indivíduos em que a Restrição se aplica na condição específica que desencadeia ela.

2.4 Evolução da Estrutura

Todos os elementos que são parte da Estrutura Organizacional do Círculo descritos nesta seção (Papéis, Círculos e Restrições) somente podem ser atualizados no Modo Adaptar da sua Reunião de Círculo.

3. Direitos

Os Parceiros da organização têm dois direitos básicos descritos nesta seção:

3.1 Sem expectativas implícitas

Parceiros podem recusar pedidos, caso não exista uma Responsabilidade explícita correspondente na descrição do Papel sendo solicitado. Entretanto, os Parceiros devem sempre aceitar os pedidos que fizerem sentido para o Propósito de algum dos seus Papéis, mesmo que nenhuma Responsabilidade explícita esteja registrada.

3.2 Autoridade para agir

Ao perseguir o Propósito dos seus Papéis, os Parceiros da organização estão sempre autorizados a tomar ação, a não ser que um Artefato ou Restrição diga o contrário.

4. Deveres

Os Parceiros da organização têm alguns deveres básicos uns com os outros:

4.1 Expressar Papéis

Cada Parceiro é responsável por monitorar como o Propósito e as Responsabilidades dos seus Papéis são expressos, e comparar com a sua visão de sua expressão potencial ideal. Os Parceiros devem identificar as lacunas entre a realidade atual e um potencial que sentem, cada lacuna sendo chamada de uma Tensão.

Os Parceiros são responsáveis por tentar resolver essas Tensões, utilizando as autoridades e outros mecanismos disponibilizados por estes Meta-Acordos.

4.2 Transparência

Quando solicitado, é esperado que os Parceiros compartilhem todas as informações relevantes sobre o trabalho de seus Papéis, incluindo cada projeto que estão trabalhando, ações identificadas, critérios de priorização e métricas relevantes.

Mediante solicitação, também é esperado que os Parceiros dêem estimativas e projeções sobre possíveis datas de conclusão de seus trabalhos, mesmo que essas projeções não devam ser consideradas prazos ou compromissos.

4.3 Priorização

É esperado que os Parceiros priorizem o seu trabalho em alinhamento com as prioridades do Círculo definidas pelo Elo Externo, ou por qualquer outro processo que defina prioridades.

4.4 Reuniões de Círculo

Quando solicitado por outros Membros do Círculo, Parceiros devem priorizar comparecer às Reuniões de Círculo ao invés de trabalhar nos seus Papéis.

5. Reuniões de Círculo

Membros do Círculo regularmente se encontram em um espaço chamado Reunião de Círculo para executar um ou mais dos 5 modos especiais de reunião descritos na seção seguinte: Revisar, Sincronizar, Adaptar, Selecionar e Cuidar.

Reuniões de Círculo são agendadas pelo Secretário e facilitadas pelo Facilitador, dois Papéis Essenciais descritos no final deste documento.

Pessoas que não são Membros do Círculo não estão autorizadas a processar Tensões nas Reuniões do Círculo, a não ser que sejam convidadas por um Membro do Círculo para ajudar no processamento de uma Tensão específica.

5.1 Formato da Reunião

As Reuniões de Círculo começam com uma rodada de check-in, onde um por vez, cada participante compartilha como ele ou ela está chegando no encontro.

O Facilitador preenche a reunião com um ou mais dos 5 modos, de acordo com o tempo disponível e as necessidades do Círculo. O Facilitador deve declarar o nome, objetivo e esclarecer as regras de cada modo antes de iniciá-lo.

As Reuniões de Círculo terminam com uma rodada de encerramento, onde um por vez, cada participante compartilha uma reflexão final sobre o encontro.

5.2 Lista de Tensões

Os diferentes modos de reunião são utilizados para processar Tensões específicas sentidas pelos participantes. Especialmente antes de Sincronizar e Adaptar, o Facilitador deve pedir para o Secretário construir uma lista de Tensões a processar. Cada pessoa sentindo uma Tensão deve nomeá-la usado duas ou três palavras em voz alta. O Secretário então registra o nome da Tensão, juntamente com o nome do participante. O Facilitador não deve dar espaço ou permitir que os participantes expliquem a Tensão durante o processo de construção da lista.

Depois que a lista de Tensões for construída, o Facilitador deve focar em uma Tensão de cada vez. Isto significa que o Facilitador não deve permitir que outros participantes tentem incluir suas perspectivas na Tensão sendo processada, a não ser que o participante que sentiu a Tensão originalmente acredite que aquela perspectiva seja útil.

5.3 Modo Revisar

O objetivo do Modo Revisar é dar transparência sobre o trabalho do Círculo.

Cabe ao Facilitador decidir como especificamente o Modo Revisar é conduzido, exceto se uma Restrição determinar o contrário.

Sugestões detalhadas podem ser encontradas na Biblioteca de Padrões.

5.4 Modo Sincronizar

O objetivo do Modo Sincronizar é rapidamente processar Tensões que não exigem o Círculo atualizar a sua Estrutura Organizacional. Saídas típicas do Modo Sincronizar incluem ações, projetos, pedidos de ajuda e compartilhamento de informações.

Depois que a lista de Tensões é construída, o Facilitador deve passar por ela e processar uma de cada vez, tentando ajudar a pessoa que trouxe a Tensão conseguir o que ele ou ela precisa.

O Facilitador deve simplesmente permitir que quem trouxe a Tensão engaje os outros nos seus Papéis e deveres, até que um caminho para resolver a Tensão seja identificado.

O Facilitador deve tentar dar tempo ao processamento de cada Tensão da lista dentro do Modo Sincronizar, e para fazer isso pode cortar o processamento de qualquer Tensão que esteja tomando mais do que a sua devida parcela do tempo restante.

O Secretário então registra quaisquer pedidos aceitos pelos outros participantes.

A estrutura do Modo Sincronizar pode ser alterada inteiramente com uma Restrição, desde que o objetivo original seja mantido.

5.5 Modo Adaptar

O objetivo do Modo Adaptar é processar Tensões em mudanças na Estrutura Organizacional do Círculo. Estas mudanças podem incluir:

  • Adicionar, remover ou alterar Papeís do Círculo;
  • Adicionar, remover ou alterar Círculos internos (apenas as suas propriedades);
  • Adicionar, remover ou alterar Restrições do Círculo;

Depois que a lista de Tensões for construída, o Facilitador deve guiar a resolução de cada Tensão da lista usando a Tomada de Decisão Integrativa.

5.5.1 Tomada de Decisão Integrativa

A Tomada de Decisão Integrativa contém os seguintes elementos:

  • 1. Apresentação. O participante que trouxe a Tensão (o proponente) deve ser capaz de apresentar uma proposta para resolvê-la. De forma alternativa, o Facilitador pode permitir que o proponente busque ajuda dos demais para construir a proposta. Se este for o caso, o Facilitador não deve permitir qualquer processo de construção de consenso. O objetivo é resolver a Tensão do proponente, e não satisfazer a todos.
  • 2. Perguntas. Os participantes podem fazer perguntas ao proponente com o objetivo de melhor entender a Tensão ou a proposta sendo apresentada.
  • 3. Reações. Cada participante também pode expressar uma reação ou opinião em relação a proposta.
  • 4. Alteração. Depois de ouvir as reações e perguntas, o proponente pode realizar mudanças na sua proposta.
  • 5. Objeções. Cada participante pode levantar uma ou mais Objeções em relação a proposta.
  • 6 Integração. Se houverem Objeções, elas devem ser integradas à proposta, uma de cada vez. O objetivo é modificar a proposta para que ela resolva a Tensão original, mas sem causar a Objeção levantada. Se a proposta for alterada, o Facilitador deve dar mais uma oportunidade para os participantes levantarem Objeções. Se uma proposta estiver levando muito tempo para integrar, o Facilitador pode descartar a proposta inteiramente, a fim de passar para o próximo item da lista de Tensões.

Cabe ao Facilitador decidir como ou em que ordem exatamente os elementos acima serão apresentados. Outros elementos ou etapas podem ser acrescentadas, desde que não colidam com os elementos mínimos.

5.5.2 Apenas propostas baseadas em exemplos

O proponente deve ser capaz de explicá-la e dar um exemplo de uma situação passada ou presente onde cada parte da proposta construída resolveria ou reduziria a Tensão.

Se o Facilitador considerar que o proponente não foi capaz de apresentar exemplos e esclarecimentos, o Facilitador deve descartar a proposta. No entanto, o Facilitador não deve julgar a exatidão dos argumentos apresentados, mas somente se eles foram apresentados com um raciocínio lógico e são, portanto, plausíveis.

5.5.3 Apenas mudanças na Estrutura Organizacional

Para ser uma saída válida para o Modo Adaptar, a proposta deve ser composta apenas de mudanças na Estrutura Organizacional do Círculo. Se este não for o caso, qualquer participante pode levantar uma Objeção de Violação dos Meta-Acordos.

5.5.4 Objeções

Uma Objeção é uma razão pela qual a proposta causa mal e move o Círculo para trás. O Facilitador pode fazer perguntas para ajudar o objetor a entender se as suas Objeções são válidas ou não. Uma objeção é considerada válida caso o objetor entenda que sua Objeção atenda a todos 4 critérios a seguir:

  1. Degradação. A Objeção é sobre algum mal que a proposta poderia causar ao Círculo. Este dano deve ser explicado.
  2. Causalidade. Este mal é causado pela proposta, ou seja, ele não existiria sem ela. Só assim a Objeção pode ser válida.
  3. Baseada em dados. A Objeção é baseada em dados atuais ou experiências passadas. Em outras palavras, não é uma antecipação de eventos futuros. No entanto, se o dano alegado é tão desastroso que o Círculo não seria capaz de se adaptar no futuro, então este critério pode ser desconsiderado.
  4. Relacionada ao Papéis. A Objeção afeta um dos Papéis do objetor no Círculo.

Ao validar Objeções, o Facilitador não deve julgar a exatidão dos argumentos apresentados, mas somente se eles foram apresentados com um raciocínio lógico e são, portanto, plausíveis. Objeções válidas são movidas para integração.

5.5.5 Objeção de Violação dos Meta-Acordos

Qualquer participante pode levantar uma Objeção de Violação dos Meta-Acordos se ele ou ela considerar que a proposta viola uma das regras descritas neste livro. Por exemplo, pode-se dizer que uma proposta não é uma saída válida para o Modo Adaptar. Esta Objeção especial não precisa ser validada usando os critérios descritos nesta seção, mas deve ser integrada normalmente.

5.5.6 Propostas Assíncronas

Alterações na Estrutura Organizacional do Círculo podem ser propostas fora da Reunião de Círculo e são automaticamente aprovadas se todos os Membros do Círculo declararem que não têm qualquer Objeção. Se qualquer Objeção for levantada, a proposta deve ser escalada para o Modo Adaptar de uma Reunião de Círculo convencional.

Cabe ao Secretário definir como esse processo é realizado.

5.6 Modo Selecionar

O objetivo do Modo Selecionar é escolher Membros do Círculo para desempenharem os 3 Papéis Essenciais eleitos: Facilitador, Secretário e Elo Interno.

Qualquer Membro do Círculo pode pedir para o Facilitador pular para o Modo Selecionar e realizar uma eleição para um ou mais dos Papéis Essenciais eleitos. Se este for o caso, isto deve ser feito imediatamente.

O processo de eleição dos 3 Papéis Essenciais eleitos deve ser feito apenas dentro de uma Reunião de Círculo.

O Facilitador deve facilitar um processo de eleição, considerando as seguintes regras:

  • Todos e apenas os Membros do Círculo são elegíveis para os 3 Papéis Essenciais eleitos, com a exceção da pessoa que desempenha o Papel de Elo Externo, que não é elegível como Facilitador ou Elo Interno do mesmo Círculo.
  • Se houver um empate, o Facilitador pode escolher um dos seguintes critérios para desempate:
  • A pessoa que nomeou a si mesma, se apenas um dos candidatos empatados o fez;
  • A pessoa que já está desempenhando o Papel, se apenas um dos candidatos empatados está;
  • Aleatoriamente escolher um dos candidatos empatados.

Para exemplos de processo de eleição para o Modo Selecionar, consulte a Biblioteca de Padrões.

A estrutura do Modo Selecionar pode ser limitada usando uma Restrição, desde que o objetivo original e as regras descritas acima sejam respeitadas.

5.7 Modo Cuidar

O objetivo do Modo Cuidar é tomar conta do espaço tribal e nutrir a qualidade das relações entre os Membros do Círculo. O formato é aberto para o Facilitador decidir como melhor utilizá-lo.

Este modo não deve ser utilizado para fazer alterações na Estrutura Organizacional do Círculo ou engajar os Membros do Círculo nos seus Papéis e deveres.

6. Papéis Essenciais

Cada Círculo têm 4 Papéis essenciais automaticamente criados: Elo Externo, Elo Interno, Facilitador e Secretário.

O Facilitador e o Secretário são eleitos no Modo Selecionar e operam principalmente dentro das Reuniões de Círculo.

O Elo Externo e o Elo Interno são usados para trocar mensagens e facilitar a comunicação entre Círculo e Círculo externo, especialmente durante as Reuniões de Círculo.

Os Papéis Essenciais de cada Círculo podem ser alterados durante o Modo Adaptar. No entanto, as seguintes restrições se aplicam:

  • O Propósito dos Papéis Essenciais não pode ser alterado;
  • Novas Responsabilidades e Artefatos não podem ser acrescidas ao Papel do Elo Externo;
  • As Responsabilidades e Artefatos iniciais do Papel Elo Externo podem ser modificadas ou removidas completamente, desde que sejam delegadas a outro Papel ou processo no Círculo;
  • As Responsabilidades e Artefatos iniciais dos Papéis de Facilitador, Secretário e Elo Interno não podem ser removidas ou modificadas.

As alterações realizadas nos Papeis Essenciais de um Círculo aplicam-se apenas no Círculo onde a modificação ocorreu, ou seja, não propagam para os Círculos internos.

6.1 Elo Externo

O Elo Externo é escolhido pelo Círculo externo, por qualquer processo que atribua pessoas a Papéis no Círculo externo.

O Elo Externo é responsável por atribuir pessoas aos Papéis no Círculo e pode convidar qualquer pessoa que é parte da organização, a não ser que uma Restrição diga o contrário.

O Elo Externo detém todas as Responsabilidades e Artefatos não delegados do Círculo.

6.2 Descrição dos Papéis Essenciais

6.2.1 Facilitador

Propósito: Reuniões de Círculo saudáveis e alinhadas com os Meta-Acordos

Responsabilidades:

  • Facilitar as Reuniões de Círculo

6.2.2 Secretário

Propósito: Manutenção precisa dos registros de Estrutura Organizacional do Círculo

Responsabilidades:

  • Agendar Reuniões de Círculo regulares
  • Registar as saídas das Reuniões de Círculo
  • Interpretar os Meta-Acordos e a Estrutura Organizacional mediante solicitações

Artefatos:

  • Registros da Estrutura Organizacional do Círculo

6.2.3 Elo Externo

Propósito: O propósito do Círculo

Responsabilidades:

  • Estruturar o Círculo para expressar o seu Propósito
  • Atribuir pessoas aos Papéis do Círculo; monitorar a adequação; oferecer feedback para melhorar a adequação; e re-atribuir Papéis a outras pessoas, quando necessário
  • Estabelecer prioridades para o Círculo

Artefatos:

  • Atribuição de Papéis dentro do Círculo

6.2.4 Elo Interno

Propósito: O propósito do Círculo

Responsabilidades:

  • Buscar compreender Tensões trazidas pelos Membros do Círculo, e processá-las quando apropriado no Círculo externo
  • Fornecer visibilidade sobre a saúde do Círculo para o Círculo externo

Atribuições de Licença

Os Meta-Acordos da Organização Orgânica são derivados da Constituição da Holacracia elaborado pela HolacracyOne, LLC, licenciado como Creative Commons Attribution ShareAlike 4.0 International License. Este trabalho é licenciado sob as mesmas condições. Maiores informações sobre a licença podem ser encontradas aqui.